Total de visualizações de página

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

ZÉ GATÃO ( UMA NOVA HISTÓRIA )




Bom dia, queridas e queridos.
Segundo soube por um amigo, editor e agente, duas editoras paulistanas em que ele apresentou o álbum ZÉ GATÃO - MEMENTO MORI, não se mostraram interessadas. Material arriscado foi a justificativa. Arriscado porquê? Será que pensam que os bichos vão ganhar vida, saltar do papel e agredi-los? Ou será muito grande o número de páginas (414 no total)? O teor não é recomendável? O personagem não vende? Tudo isto? Ou o meu trabalho é uma droga e eles são educados demais para usar de franqueza?
Bem, não pretendo desistir. Mas fica claro que não dá pra esperar muito destas empresas. Se tudo der certo em fevereiro pretendo dar uma chegada em São Paulo, visitar meu irmão e uns amigos e ver se consigo fazer um corpo a corpo com os editores que ainda não procurei. Isto se ainda funcionar como nos velhos tempos, ou seja, se puder falar com a pessoa responsável. Parece que hoje, em tempos de internet, ninguem mais fala com ninguém cara a cara, você marca hora na agenda concorrida, existe um tempo certo para avaliação de originais e etc. 
Dito isto, estou em negociações com editores independentes aqui do nordeste para a publicação das HQs curtas do felino.
São histórias que fui acumulando ao longo dos anos, três delas são sóbras do "Crônica do Tempo Perdido". Todas estas narrativas davam mais um livro, mas pelo andar da carruagem não vai ser como eu idealizei,  agora é esperar pra ver o que acontece.
Este fim de ano deu saudade de trabalhar com o personagem, então "cometi" esta história que aqui posto. Como não sou bom de desenhar letras peço perdão pelas legendas dos balões não terem ficado muito boas.
A HQ, como sempre, é o resultado de algo que vai na minha alma, inclusive a frustração pela dificuldade em publicar num tempo em que todos alardeiam que isto é promissor.








12 comentários:

  1. Fala, Eduardo! Não desanima não. Quem sabe as coisa tomam novo rumo esse ano?
    Gostei da história. Como vc disse, teor forte, mas verdadeiro. Bacana a sua narrativa. Apenas uma conversa, nada de ações mirabolantes e ainda assim, uma hq viva e interessante.
    Ótimo final de semana,
    Abração,

    ResponderExcluir
  2. EDU, magnífica criação... Gostaria de ver um álbum com este personagem.em, eu tenho um blog onde faço um registro enciclopédico de personagens da nossa HQ e gostaria de incluir o seu, alguma possibilidade? Meu e-mail para contato é scanscomics@gmail.com

    ResponderExcluir
  3. Assim como muita gente que alega falta de tempo pra conversar, fhechar negócios com quem não é estrangeiro, tem quem "não acha tempo" de fazer certas coisas, como editar fanzines, que ninguém enriquece com "isso". Agora, pra fumar, ir em estádios (nada contra), encher a cara, falar mal dos outros por e-mail... aí, sempre tem! Né?

    ResponderExcluir
  4. Oi, Gilberto, legal que tenha gostado. Zé Gatão, aliás a maioria das minhas histórias, sejam com ele ou não, tem sempre este teor amargo.
    Vamos ver como as coisas se darão este ano.
    Abraço forte e obrigado.

    ResponderExcluir
  5. Hello,Lancelot, aguarde meu retorno.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  6. ANDF, cara isto mesmo, seu comentário já disse tudo. Nada a acrescentar.
    Grato pela visita.
    Valeu.

    ResponderExcluir
  7. As letras ficaram boas. Uma revista de fofocas e sensacionalista? PôôÔÔÔ... Pior que existe um monte, até de jornias, que só mostra tragédias e querem passar por cima da mesma censura que proíbe filmes (e desenhos) eróticos e violentos integrais durante as tardes.

    ResponderExcluir
  8. Ééééé, há montes de meios de comunicação que só lucram coma desgraça alheia. Mas quer saber? O ser humano corre atrás deste tipo de coisa. Se existe o produto, é porque há quem o consuma.

    ResponderExcluir
  9. Grande, Dudu!! acabei de ler e reparei que fui o único que notou o Zé mais velho! ahehehe... interesante vc por ele assim, muito mesmo. Isso dá mais força ao tempo que nosso amigo felino está na estrada! excelente!! a história, como sempre, reveladora e com a cara do que as HQs do Zé tem de melhor! parabéns, irmão!!!

    ResponderExcluir
  10. É mesmo, ele, assim como eu estamos mais velhos. Vamos torcer pra este ano surgirem mais histórias com nosso felino invocado.
    Obrigado e um forte abraço.

    ResponderExcluir
  11. Du, eu já falei que gostei demais dessa história, mas ela poderia ter umas vinte páginas, no mínimo! Mas, está muito boa! Seu traço está bem mais seguro, permitindo até que o roteiro flua melhor. Vai ter continuação?

    Diz que vai, diz que vai, diz que vai!!!!

    Abração!!!

    ResponderExcluir
  12. Pra esta história? No way man. Esta é apeans isto mesmo. Pensada da maneira como foi colocada. Mas não chore não. Haverão outras legais, se Deus quiser.
    Obrigado e abraços.

    ResponderExcluir