Total de visualizações de página

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

JONAS ( 04 )


E ELE LHES DISSE: LEVANTAI-ME E LANÇAI-ME AO MAR, E O MAR SE AQUIETARÁ; PORQUE EU SEI QUE, POR MINHA CAUSA, VOS SOBREVEIO ESTA GRANDE TEMPESTADE.
ENTRETANTO, OS HOMENS REMAVAM, ESFORÇANDO-SE POR ALCANÇAR A TERRA, MAS NÃO PODIAM, PORQUANTO O MAR SE IA EMBRAVECENDO CADA VEZ MAIS CONTRA ELES.
ENTÃO, CLAMARAM AO SENHOR E DISSERAM: AH! SENHOR! NÓS TE ROGAMOS! NÃO PEREÇAMOS POR CAUSA DA VIDA DESTE HOMEM, E NÃO PONHAS SOBRE NÓS O SANGUE INOCENTE; PORQUE TU, SENHOR, FIZESTE COMO TE APROUVE.


4 comentários:

  1. Fala, Eduardo! Pôxa, muito bacana! É inédito em publicação? E mais, essa página não foi terminada ou eses quadros cinzas são assim mesmo?
    Abração,

    ResponderExcluir
  2. Um pouco de paciência, meu amigo Gilberto, as explicações sobre este trabalho virão no seu devido tempo.
    Grato e um abraço.

    ResponderExcluir