Total de visualizações de página

quinta-feira, 29 de maio de 2014

I´M BACK.


Amadas e amados do meu coração, cá estou depois de um inverno nem tão longo assim, mas deu pra sentir falta do nosso contato através deste espaço. Computador formatado, sem vírus e tals, damos continuidade aos serviços.

Ainda não chegou o novo livro no qual devo trabalhar, será Machado novamente, Helena, se não estou enganado. Enquanto ele não vem, sigo desenhando, as páginas do Poe, ilustras para o novo conto de Zé Gatão e umas artes pessoais. Pretendo postar todo este material em breve.
Infelizmente ainda não comecei a HQ de terror do projeto do pessoal lá do Rio de Janeiro por falta de papel. Trabalho com um papel específico e a casa que me fornecia lá no centro da cidade fechou as portas, o que foi uma pena, pois o preço era bom e cortavam na medida que eu quisesse não importava o número de folhas adquiridas, tem lugar que só corta se você comprar acima de 100 folhas. Por aqui, comprar um papel próprio para este tipo de atividade não é fácil como em São Paulo. Mas já me deram umas dicas de onde conseguir.

Terminei de ler a biografia do Will Eisner e achei uma leitura deliciosa, aliás, gosto de biografias, as últimas que li (John Lennon e Arnold Schwarzenegger) não me decepcionaram. No caso do Eisner teve o aditivo de falar muito sobre o mercado de quadrinhos e tudo o que envolve este fascinante universo. Recomendo. Inclusive citei o criador do Spirit nesta postagem para poder usar uns desenhos dele aqui (auto retrato e sua maior criação) já que eu não pude fazer nenhuma ilustração adequada.

Semana que vem nos vemos de novo, se Deus quiser. Espero vocês.



quinta-feira, 22 de maio de 2014

FUCKING TROUBLES E BRUZUNDANGAS ( 06 ).


Nem sei se o título da postagem está escrito corretamente, afinal, meu inglês é um pouquinho pior que o do Joel Santana, mas dane-se.
Venho, em respeito a vocês que tem a fineza de me acompanhar aqui, informar que acho que terei que ficar ausente deste espaço por uns tempos, notem como toda a semana eu mudo as artes que ilustram o cabeçalho deste blog, mas desde domingo isto ficou impossível, isto porque meu computador está com sérios problemas, aliás, ele está me deixando com sérios problemas. Está lento, trava o tempo todo, páginas nada a ver que abrem do nada deletando as que realmente interessam, só consigo acessar um navegadodr de internet, vídeos que rodam com dificuldade e por aí vai. Para vocês terem uma ideia, esta já é a quarta ou quinta vez que tento fazer esta postagem, já perdi textos e os desenhos não carregam. Precisei digitar no e-mail e colar o texto aqui neste espaço.
Vírus? Muito provavelmente, embora meu anti vírus (que afirmam ser um dos melhores) afirme qua não existem ameaças. Mas quem confia nestas merdas? Pessoas que infectam o seu aparelho para tentar depois te vender a cura, sei não. É bem provável que o problema esteja mesmo no meu computador, alguma coisa que foi desinstalada por engano ou pior. De todo jeito, vou ter que mandar arrumar isto e só é possível com grana, e eu não tenho nenhuma.
Esta semana que passou foi um das mais estressantes dos últimos tempos. Acordava bem cedo e dormia de madrugada, lutando para entregar prontinho as ilustrações do livro Iaiá Garcia num tempo recorde para poder receber o quanto antes, um dinheiro já todo comprometido.
Passada a tempestade, a calmaria agora não me deixa ver a terra firme, ou seja, nenhum outro trabalho remunerado a vista. Volto ao Poe e estudos para um futuro projeto em que fui convidado para participar ao lado de uns roteiristas e desenhistas fodões lá do Rio de Janeiro, não posso dar detalhes ainda mas pretendo faze-lo em breve.
A arte de hoje é mais uma imagem para o Clássico do Lima Barreto (na verdade carreguei o desenho agora no post - mais um mistério, o fantasma desta máquina deve estar querendo brincar comigo).
Bem, amados e amados, estas foram as últimas, sabe-se lá quando voltarei a escrever por aqui, talvez postando de uma lan ou usando computador alheio, ou do nada ele volte a funcionar direito, quem sabe? Mas isto até eu ajeitar esta bagunça.
Fiquem todos bem e até qualquer hora.

sexta-feira, 16 de maio de 2014

OS BRUZUNDANGAS ( O5 )


- A greve da PM no estado de Pernambuco ontem atrapalhou minha vida. Tinha algumas coisas pra resolver na rua, mas por conta dos criminosos (esse câncer da humanidade que não para de crescer) que se sentem a vontade pra cometer suas maldades sem a lei para coibi-los, obrigou todo mundo a fechar as portas cedo. Meu bairro ficou deserto. Apesar do sol forte a praia estava vazia. Acumulei minhas obrigações para hoje. Perdi a manhã, que é meu melhor período para a produção das minhas pobres artes, em filas. Resultado: atraso no meu cronograma mental. Serei obrigado a trabalhar de madrugada para cumprir os prazos.

- Esses dias voltei a ouvir Creedence Clearwater Revival. Fazia muito tempo que eu não curtia esses caras. Aliás, só ouço som gringo dos anos 50 a 70 (e alguma coisa dos 80, mas pouco, geralmente é material de banda que já era sucesso na era dos vinis).
O Creedence, assim como o Nazareth, tem hit que até quem não curte rock já ouviu mas não sabe de quem é e gosta. A maioria só conhece Have You Ever Seen The Rain, mas tem mais, muito mais, quase todas as músicas da banda são ótimas, dá até a impressão que os cara só fizeram música de sucesso pra tocar em rádio. Antigamente eu me incomodava com a voz rascante do John Fogerty, mas hoje sei que é uma marca registrada do grupo. Geralmente curto vocais mais ao estilo do Bowie ou do Brian Ferry, mas pro Creedence tá valendo.

- Alguém aí já viu pombo comendo merda? Pois outro dia andando macambúzio pela solitária rua vi um pombo imaculado de tão branco revolvendo um imenso cagalhão de cavalo e no processo engolia nacos generosos de bosta. Devia estar com muita fome, pensei. 
Sempre tive inclinação a me aproximar e me identificar com os perdedores, os excluídos, o inadaptáveis. Mas não me entendam errado, por excluído e perdedor me refiro àquele carinha que na escola, por não ser o mais inteligente, nem o mais bonito e descolado, não arruma namorada, esforça-se mas não passa nos concursos, geralmente leva desaforo pra casa por não ser o faixa-preta fodão como o vizinho casado com a top model. Aquele tipo quieto que impopular não consegue, por timidez ou extrema insegurança, mostrar ao mundo seus talentos. Os violentos, bêbados, drogados e toda escória do tipo eu sinto um profundo desprezo. Eu escrevia sobre rock acima, não é? Pois os músicos talentosos que se perderam para as drogas, batem em fãs, fotógrafos e namoradas são pra mim como aquele pombo, bonito e chafurdado nas fezes. Existem insetos e grãos mas ele prefere comer merda.

- E finalizando minha filosofia rasa, deixo aos meus queridos e queridas mais uma ilustra para os Bruzundangas.

- Até semana que vem, se Deus quiser.


quarta-feira, 14 de maio de 2014

MAIS UMAS IMAGENS DA BIO DO POE.


Terminei hoje a hq bíblica Caim e Abel. Foi um trabalho legal de fazer, na verdade não deu muito trabalho...bem, trabalho sempre dá, mas o que quero dizer é que fora os quatro personagens, Adão, Eva. Caim e Abel e alguns animais, o restante era cenários semiáridos, mais para o final é que vão aparecendo umas cabanas. Existe projeto que é cheio de detalhes complicados, o Poe é cheio de minúcias que tornam a coisa pesada as vezes, mas sobre isto eu falo já, já. Caim e Abel será comentado aqui antes da publicação pois deverá demorar um pouco ainda, segundo o editor Carlos Costa da HQM, ainda vai ser colorizada e tals, mas o que quero dizer é que dá uma sensação agradável de dever cumprido ao final de cada obra e a vontade de dar um break de uns dois dias só para compensar os sábados, domingos e feriados de manhã à noite em cima da prancheta. Mas que nada, hoje em dia não posso me dar este luxo, já tenho em mãos Iaiá Garcia, romance do Machadão para ilustrar e retomo a bio do Poe que já está parada já vai fazer um tempinho. Porém, contudo e entretanto....

AVISO: NESTE PONTO DA MINHA NARRATIVA A INTERNET TINHA CAÍDO E EU NÃO HAVIA REPARADO. DIGITEI ANIMADAMENTE O TEXTO ATÉ O FINAL SEM NOTAR QUE ELE NÃO ESTAVA SENDO SALVO PELO BLOGGER. CONCLUSÃO: PERDI GRANDE PARTE DA POSTAGEM. TENTEI ME LEMBRAR DE TUDO MAS MINHA MENTE ANDA A MILHÃO, NÃO ME RECORDO EXATAMENTE MAS VOU TENTAR...

Após a palavra VOU TENTAR caiu novamente. É isso, desde 18 horas DA SEGUNDA FEIRA  até agora (QUARTA de manhã) estive sem internet, falei com a empresa e ficaram de mandar um técnico, vamos ver se o problema é meu ou deles. Quanto ao texto vou manter assim por dois motivos:
1 - vai ficar uma postagem diferente, embora incompleta.
2 - não tenho tempo para completar os pensamentos hoje e não é legal este blog ficar muitos dias sem novidades.

Vamos ver se na próxima a coisa anda direito.

Ah, sim, estas são umas cenas da biografia do E. A. Poe.

BEIJOS, ABRAÇOS E APERTOS DE MÃOS.



 

terça-feira, 6 de maio de 2014

ALGUMAS CENAS DE CAIM E ABEL.




Abel e Caim é uma obra encomendada, me mandaram um roteiro e pus mãos à obra. Uma hq que só tem quatro personagens e um cenário que ora é bucólico ora é desértico não deveria oferecer tantas dificuldades. Mas elas apareceram em profusão. Uma que agora noto de verdade que não tenho o mesmo pique de outrora, depois de completada uma página preciso mesmo de um tempo de recuperação até estar plenamente descansado para retomar os pincéis senão o serviço fica comprometido, outra que é uma história bíblica que tem diversas nuances. O texto em si não dá detalhes da relação entre os dois irmãos e estes com seus pais o que é uma prova dura para o roteirista e outra mais dura ainda para o desenhista dar corpo.
A primeira parte deste projeto, a história de Adão e Eva foi ilustrada pelo Nestablo Ramos com extrema competência, mas num traço, digamos, mais teen. O meu como todos sabemos é bem mais austero e pesado, nada divertido. Agora que estou na etapa final da obra, noto que está ficando um material muito bacana. Mal posso esperar para ver os tons que o colorista vai dar a ela. Tomara que a HQM consiga boas vendas com este título. Tomara mesmo.






sexta-feira, 2 de maio de 2014

OS BRUZUNDANGAS ( 04 )


Amadas e amados do meu coração, boa tarde! Espero que esteja tudo em paz com vocês. Eu? Um dia melhor, outro nem tanto, como diziam os antigos: assim e assim. Mas não posso me queixar, afinal, Deus me dá muito mais do que mereço. Meus ferros tão lá, pegando poeira. Dá uma inveja danada de uns véio que não se deixam dominar pelo tempo, malham todo dia, Sly, Arnoldão... Outro dia vi uma foto do Van Damme, tá com o rosto acabadaço (a idade não fez bem ao rapaz), mas a barriga ainda é tanquinho. Falando mais da nossa realidade, tem meu amigo Gilberto Queiroz, que acabou de fazer cinquentinha (parabéns, moço!) e corre alguns quilômetros todos os dias. Mas eu? Ah, as minhas lesões não me permitem, e minha falta de tempo ajuda na conspiração. Mas vou voltar, se Deus quiser.
Nenhuma novidade  ainda sobre "ZÉ Gatão - Daqui Para A Eternidade". A bio do Poe? Parada, infelizmente, mas "Caim e Abel" para a HQM avança rumo ao final e logo terei "Iaiá Garcia" do Machado de Assis para ilustrar.

Fora essas notícias, o tempo aqui mudou radicalmente, do calor passou para um agradável tempinho frio. Neste momento cai uma chuva torrencial, os ventos agitam perversamente as águas que caem do céu dando aquele tenebroso aspecto de fim de mundo. Glórias a Deus pela chuva, embora eu saiba que pessoas menos privilegiadas em bairros esquecidos pelas autoridades vão sofrer com isto, mas a terra seca precisa de água. Quisera ela pudesse lavar das mentes enegrecidas todos os pensamentos nefandos...
E com este desejo deixo vocês com mais uma arte para os "Bruzundangas", saio agora para a rua resolver umas pendengas.

Tenham todos um ótimo final de semana.