Total de visualizações de página

domingo, 22 de maio de 2016

O MESMO DE SEMPRE.


O dia nasceu ensolarado. Uma manhã clara, bonita e não está aquele calor que faz você suar mesmo com o ventilador ligado. Que Deus seja louvado! Meu brother Luca a pouco me passou uma mensagem dizendo que o dia em Brasília está frio e nebuloso. Este é o meu dia ideal, é como vivo e trabalho melhor. Ah, Brasília, um amor que não se apaga, uma amante que segurou meu coração e não o devolve ao meu peito! Tantas alegrias, mágoas e decepções...como esquecê-la? Estamos envelhecendo eu e ela, eu partirei - se tarde ou cedo, só Jesus sabe - e ela, talvez, ficará por mais tempo, mas até esta cidade de espaços amplos, céu luminoso de nuvens que parecem ao alcance das mãos, perecerá.

Eu aqui no nordeste, continuo com minha rotina (insisto: rotina é uma benção! Pelo menos para aqueles menos abastados). Sempre sentado em minha prancheta tentando corporificar em fibras de celulose aquilo que meu coração envia para minha mente ou o que me encomendam. As vezes sai do meu agrado, as vezes não.
Vou à rua com meu minguado dinheiro pagar uma conta, ao mercado, à padaria. Devo até ser conhecido das pessoas nesses lugares, num mundo legal - que não é este - elas me cumprimentariam, diriam; força, irmão, tudo na vida passa! Mais um pouco, a linha de chegada não está longe! Mas pensando bem, é melhor mesmo que eles fiquem imersos em seus mundinhos, achando que boa parte da humanidade é uma merda. Eu vivo melhor com meus pensamentos, criando meus universos imaginários, me perguntando se conseguirei desenhar todas as imagens e histórias que vão se formando em minha cabeça, e se der sorte de conseguir, quem vai querer saber? Ah, dane-se, nunca fiz nada, quando se trata da minha arte particular, para agradar ninguém, mas para dar vazão aos meus arroubos de raiva ou tristeza, então esta não seria uma preocupação.

No Brasil o dinheiro está sumindo, algumas pessoas estão acordando de suas letargias exigindo mudanças e eu me pergunto se já não é tarde demais. No hemisfério norte muitos estão estocando comida, construindo bunkers, com medo dos loucos, como o ditador da Coréia do Norte e outros do mesmo naipe, há quem tema uma invasão alienígena, ou vírus do mosquito Aedes Aegypti, ebola ou ainda da revolta dos robôs (eles já existem como ameaça real?); alguém viu o filme "Rua Cloverfield"? Recomendo.

Assisti semana passada um programa nerd comentando sobre os filmes "Batman x Superman" e "Capitão América - Guerra Civil", uns quadrinistas tido como fodões do mercado eram convidados da mesa redonda. Quanta empáfia! Quanta idiotice saía da boca desses artistas! Deu vontade de vomitar! Não eram as opiniões infantis e bobocas dos caras sobre as películas, mas a visão rasa e limitada dos problemas atuais, sempre doutrinados pela maldita cartilha marxista. Não aguentei e desliguei o vídeo.


No meio da depressão em que me vejo envolvido por causa das incertezas do tempo presente, alguma coisa interessante acontece. Já faz uns dias recebi da Editora Construir meu reparte de mais uns livros clássicos da literatura brasileira que ilustrei: "Contos Selecionados de Lima Barreto", "Triste Fim de Policarpo Quaresma" e "Helena". Cara, isso é muito legal!


Não fiquei bem de vida com os trabalhos que fiz até o momento mas vivo de forma remediada - e honrada - sei que minha passagem por esta vida não será vã, ficarão por um tempo algumas artes publicadas em livros e álbuns de quadrinhos. Isso importa, o resto é consequência.

Uma boa semana a todos e até a próxima!

Helena.
Triste Fim de Policarpo Quaresma

Helena

Triste Fim de Policarpo Quaresma
Contos Selecionados de Lima Barreto
Contos Selecionados de Lima Barreto.












7 comentários:

  1. Olá! Como é bom receber pagamentos.

    Por aqui, a chuva voltou pra acompanhar o frio e sem ventanias. Mesmo assim, tem uma brisa gelada e pode-se aquecer com caminhadas.

    Não gostei tanto de Batman V Superman, mas não caí de sono e curti a Mulher Maravilha. Só que aquele Lex Luthor... me polpem!
    O filme do Capitão é legal, Pantera Negra, Homem Formiga e Aranha abalaram, mas não alardeei como o melhor da Marvel.

    A propósito, ando vendo seriados. Ainda não terminei de ver Misfits, Big Bang Theory, Jessica Jones e a 2ª temporada do Demolidor.

    Quanto a desenhos (e quem não curte?), terminei as 2 temporadas de Steven Universo. voltei a assistir Hora de Aventura e vou retomar Justiça Jovem.
    Até...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anderson, meu camarada! Ainda não tive o prazer de assistir a essas duas pérolas da DC e da Marvel. Acho que terei que esperar para ver na tv já que meu DVD quebrou. Jessica Jones e a segunda temporada de Demolidor eu vi e gostei.
      De resto, ando mal de leitura, tempo mal organizado é ruim até para trabalhar...eu vivo prometendo a mim mesmo me disciplinar mas é mais fácil falar do que fazer. Preciso urgente de um emprego regular que não me tome o dia todo. Mas não sei fazer mais nada além de desenhar.
      Até...

      Excluir
  2. Oi, Schloesser! Rua Cloverfield é bom? Vou procurar. O que é um reparte? São livros que você pode autografar e vender? Se forem, quero um "Triste Fim de Policarpo Quaresma". Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Carla! Sim, Rua Clverfield é bom sim, eu gostei.
      Reparte é aquele número de livros que a editora manda para o autor, as unidades a que ele tem direito.
      Sobre o Triste Fim de Policarpo Quaresma eu te falo por e-mail.
      Abração.

      Excluir
  3. COMENTÁRIO DE LUCA FIUZA.

    É, meu velho! Brasília provoca fortes sentimentos. Ou você ama ou odeia esta cidade! No nosso caso nós amamos de paixão esta urbe cheia de contrastes! Crescemos aqui. Nossas principais referências de vida se delinearam e sedimentaram em nossa vivência na velha quadra na saudosa 202 sul. As peculiaridades do céu de Brasília, suas áreas amplas, seu clima típico com o período seco e frio em junho e julho, mais quente e ainda seco de agosto a início de outubro, que no devido tempo caminha para o período mais chuvoso e ainda mais quente com a chegada do verão de outubro a fim de março. A chuva prosseguindo até final de abril e meados de maio.
    Como já discutimos em diversas oportunidades, além do ganha-pão, sua Arte é primordialmente uma catarse para os dramas que você vive como ser humano! Suas dúvidas, seus medos, frustrações, alegrias e tristezas! É um lenitivo e ao mesmo tempo um grito! É um mergulho nos universos nascidos da sua mente que explodem em textos e desenhos fortes que mexem também com outras pessoas. Atingem poderosamente aquelas pessoas que são tocadas em seu âmago pela mensagem que o texto, o desenho e a HQ carregam em seu bojo.
    Mais do que nunca o destino da humanidade é incerto. Verdadeira incógnita! A nós meros mortais só podemos esperar e confiar na misericórdia divina para com esta espécie animal controversa, em muitos sentidos maravilhosa da qual somos parte.
    Os pontos de vista e as percepções desta geração que vai herdar este nosso mundo louco são diferentes dos da nossa geração. Achamos piores, tal qual nossos pais e avós consideraram a nossa pior que a deles. Eu acho a de hoje pior! Mas pensando de modo mais frio este juízo de valor é relativo! As coisas mudam, os conceitos mudam e o que era interessante no passado não tem mais sentido hoje. Há valores básicos e imutáveis, mas só pensa nisto quem é capaz de refletir seu próprio tempo, agregando conhecimentos passados. Acredito que em geral esta geração que está aí não o faz por ser imediatista e desdenhar a herança dos conhecimentos passados. Há exceções? Há! Mas em linhas gerais o jovem de hoje só enxerga bem o agora! Desdenha o passado e ignora solenemente o futuro! Se eu estiver errado me corrija! Quanto aos quadrinistas do vídeo que você assistiu comentando sobre os filmes "Batman x Superman" e "Capitão América - Guerra Civil", demonstrou como você disse um orgulho e uma empáfia de gente que se julga em uma constelação estelar acima dos comuns mortais! Tal fato só demonstra que ser fodão não é ter a postura que estes caras tiveram. No meu conceito empáfia cheira a bosta cerebral! E a única reação válida é desligar o vídeo como você fez, pois foi suficiente encher os ouvidos de vômito verbal e quando a gente ouve algo que não tem nada a ver, pulamos fora para preservar a mente ou o que resta dela!
    Os desenhos acima mostram a maestria de sua Arte que infelizmente não foram até hoje reconhecidas e consideradas dignas de uma remuneração decente como deveria ser pelas editoras para as quais você trabalhou! C’est La vie! É seguir lutando com a Vida! No more no less!

    Forte abraço.

    Lucão.

    ResponderExcluir
  4. Olá Eduardo, assisti rua cloverfield este fim de semana e realmente me surpreendeu positivamente. gostei muito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rua Cloverfield é daqueles filmes que parecem te induzir por um caminho e você se vê em outro. Para mim foi uma grata surpresa. Bom que você gostou.
      Abração.

      Excluir