Total de visualizações de página

domingo, 7 de agosto de 2016

LIRA DOS VINTE ANOS ( DOIS)


A semana foi muito corrida, cansativa e pouco produtiva. Ontem, saí cedinho com a Vera para fazer as compras do mês no Atacadão. Logo depois do almoço saímos novamente; o sol, pra variar, estava intenso.
As poucas horas de sono, a fila quilométrica no mercado, a corrida contra o tempo nos últimos dias cobraram o seu preço: uma fadiga extraordinária tomou conta do meu corpo no final da tarde e me impediram de dar um único risco no papel. Por isto, vamos ver se hoje dá pra recuperar algo.

Passo aqui somente para deixar esta arte pra vocês.




5 comentários:

  1. Saudações sensei. E aí, tudo bem?!

    Talvez você esteja precisando dar um tempo, se dar umas férias. Tiro um tempinho pra ti. Certamente essa fadiga vem da correria cotidiana, do trabalho e da rotina... Relaxa. Tente não se esforçar muito.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você está certíssimo, Takamura, preciso de férias urgentes pra ontem! Pode parecer exagero, mas luto todo dia para não ter um colapso nervoso, porém, como me dar esse tempo? Sou o único provedor em casa e seu parar tudo estanca. Por isto tenho que adiar qualquer descanso prolongado. Mas sabe, ao mesmo tempo a arte concede um lenitivo, libera minhas tensões.
      Vamos caminhando, como você sabiamente aconselhou, sem exageros.

      Obrigado pela preocupação, visita e comentário.

      Grande abraço.

      Excluir
  2. COMENTÁRIO DO LUCA EM MEU E-MAIL:

    "Muito bacana esta postagem de hoje. Revela o peso da faina diária. Inexorável e inevitável acrescida pelo peso da idade que chega e se imiscui também dentro do seu processo normal e igualmente inexorável. Sua garra se sobrepõe sobre a ação da natureza e você prossegue pela necessidade primal de continuar.
    Abração."

    OBRIGADO, LUCÃO!

    ResponderExcluir
  3. Duas artes fenomenais, a da postagem e a do cabeçalho do blog. Parabéns, Schloesser! Acho que você e a Vera deviam jogar Pokemon Go. Sério. É muito relaxante, faz a gente andar e se desligar um pouco dos problemas. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pokemon Go, Carla? Pô, nem tinha me passado pela cabeça, quem sabe a Verônica não joga com o Fellipe, o irmão caçula dela? Eu trocaria por uma ida ao cinema assistir um bom filme ou passar uma semana lendo um bom livro num lugar tranquilo, mas tá difícil.
      Obrigado pela visita, sugestão e elogio.

      Abraço.

      Excluir