Total de visualizações de página

domingo, 18 de dezembro de 2016

A ESCRAVA ISAURA ( CENA 1 ).


Hoje o dia amanheceu nublado. Bem atípico nesta época do ano, pelo menos aqui no Jaboatão. Depois o sol brilhou com intensidade. Ontem não foi diferente, caíram duas chuvas poderosas e barulhentas que duraram poucos minutos, uma de manhã, outra a tarde. Nas duas ocasiões faltou energia elétrica. É horrível ficar sem luz. Meu trabalho que está sempre atrasado tornou-se mais moroso ainda. Aproveitei o tempo livre para ajudar a Verônica a fazer uma torta de banana. Ficou uma delícia!

Hoje minha rotina foi esquisita, trabalhei na HQ atual e parece que eu me movimentava em câmera lenta. Pensei: tenho que atualizar o blog, mas para falar o quê? Quando estou agoniado com um prazo apertado minhas ideias embotam. As horas passaram e a tal página ainda não foi concluída, mas não dormirei enquanto não acabar, falta pouco, o último quadro da página 14 é o mais detalhado; fiz uma pausa para escrever aqui e comecei sem saber o que falar ou o que mostrar.

A Escrava Isaura foi o último livro clássico que ilustrei para a Editora Construir, eu selecionei algumas imagens para exibir a vocês mas pretendia fazê-lo apenas a partir de janeiro do próximo ano. Resolvi antecipar mais pela falta de assunto do que qualquer outra coisa. Para esta história eu procurei usar apenas pincel, fazer um traço mais sujo.


Quando estamos diante de uma pessoa e não temos o que dizer, falamos sobre o tempo, foi como comecei esta postagem. Mas a minha falta de inspiração tem mais a ver com a pressão do trabalho, não fosse isso eu seria bem tagarela, vocês sabem.

Boa semana a todos.

8 comentários:

  1. Good morning Eduardo
    Don't be sad - think to your words you me written have in days where I dissatisfied and sad was - "was God grateful and think to the persons you would like where it really bad goes" how are true these words. You can not imagine how much I wish once in your life a tropical rain to experience - also with power failure. Always striving we after what we do not have. So, my Dear friend from at table and nicely busy work. Think to the person you would like to your Art love.
    And still something important - if you no ideas for your blog have - makes nothing. If you have time only come to your friends to welcome, it is also very nice only - to say that you there are. greetings nice Verônica - we are to this season bananas in abundance - that recipe interested me. If you no ideas to write have let Verônica on your PC.
    Wonderful week and hug from Europe my dear friend.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. You're quite right, Mira, we have to be grateful to God for what we have and stop complaining. Have you ever noticed that the human being is never satisfied? If it's hot, we want it cold and vice versa. The ideal would be a middle ground, but this now seems utopian.

      Thank you for your words, tenderness and friendship.

      Kisses.

      Excluir
  2. Ontem a tarde, teve uma chuvarada após um sol de escaldar. O pátio alagou, mas não veio água nehuma entrou em casa.
    Após parar, todas as nuvens foram em direção ao litoral. O sol voltou e antes de anoitecer, a temperatura baixou.

    Ficou parecendo relatório do clima. Hehe!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, mas falar sobre amenidades como o tempo, comidas e etc é bem legal! Eu gosto.

      O tempo hoje, em todo lugar, parece bem louco, não é?

      Excluir
  3. Oi, Schloesser! Os últimos cinco dias passei num quarto de hospital, tomando conta da minha mãe. Ela é viciada em Globo News e não me deixava mudar de canal nem desligar a TV. A caixinha de más notícias continuava tagarelando até enquanto dormíamos. Pra não perder a paciência de vez, minha distração era acompanhar o desfile das nuvens pela janela e torcer por uma tempestade bem bonita, com muitos raios e trovões. Rapaz, a meteorologia é linda! E o seu desenho da Isaura é lindérrimo. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, Carla, por uns momentos quase cheguei a pensar que meus problemas perto dos seus cinco dias no hospital eram fichinha! Não havia um smartphone com zap e uns jogos maneiros para ajudar a passar o tempo? Mas falando sério, espero que sua mãe esteja melhor. Obrigado pelo elogio.

      Grande abraço.

      Excluir
  4. Com licença... só uns esclarecimentos a respeito da minha cobertura do Mutação 11, se me permite (https://visaoandf.blogspot.com.br/2016/12/participacao-e-cobertura-do-11-mutacao_21.html)...
    Nem todas as fotos foram com celular.
    E não conheço a loira de calça rosa, mas ela me chamou atenção. Hehe!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe, Anderson, eu imaginei que você não conhecesse a moça (eu também a teria fotografado).

      Abraço.

      Excluir