Total de visualizações de página

domingo, 4 de dezembro de 2016

54 ANOS.



Rafael Anderson


Todo ano eu luto brava e desesperadamente para que o cinco de dezembro não chegue, mas sou sempre derrotado de forma vergonhosa. Não tenho como evitá-lo e se possível fosse eu não me lembraria, o dia passaria despercebido e eu ficaria bem. A sensação de tempo passando veloz é algo estranho, O tal dia cinco arromba a porta e avisa que o fim está cada vez mais próximo.

Eu nunca gostei do meu aniversário, não sei explicar bem porque, acho que já falei isto aqui, me sinto como se meu lugar não fosse esta terra, é como se nossa nave tivesse dado pane e eu, meus pais e irmãos tivéssemos sido obrigados a nos exilar aqui. Ao menos eles parecem ter se integrado bem a este mundo.

Também nunca fui de comemorar aniversários. Para isto é bom estar cercado de amigos e ao longo de minha vida eu nunca tive muitos. Culpa minha, talvez, sou fechado demais - ou seletivo em demasia.
No dia 5, quando solteiro eu dizia para minha mãe não fazer nada especial, gostava de sair sozinho e ir ao cinema, comer algo num lugar do meu agrado, estar a sós com Deus. Me lembro de certa vez ter ido ao Parque da Cidade em Brasília em 1988. Eu estava péssimo por causa do rompimento com uma namorada e fiquei recluso num canto do parque, sentado na grama, sentindo o sol, cercado de árvores, era de manhã e o local estava deserto, comecei a falar com meu Criador. De algum lugar veio um cara e eu só percebi quando ele já estava bem perto. Porra, pensei. "Ei, cara, cê é crente?" perguntou ele. Nunca gostei deste rótulo, mas respondi que era. Ele se sentou do meu lado e começou a falar de seus problemas, disse que precisava de oração. Conversei com ele, orei por ele e ele se foi satisfeito. Voltei para casa e minha mãe que nunca atendeu meus pedidos fizera uma bela lasanha para o dia não passar em branco. Sou um cara abençoado e resmungão.

De uns 15 anos para cá tenho sentido vontade de comemorar meu aniversário. Mas agora parece tarde. A família e os poucos amigos estão longe, dispersos.

Este ano se fosse possível eu reuniria alguns amados para estar comigo amanhã para comer beber e nos alegrarmos. Além da minha esposa e seu irmão Fellipe, minha mãe, meus irmãos com suas esposas e filhos, claro, eu queria que minha filha Samanta estivesse junto. Não vou citar nomes, mas eu convidaria um amigo de infância, o editor da Devir, um cineasta independente, uma poetiza de Piracicaba e seu marido, o criador do Zoo, uma querida que mora na Alemanha, um artista brasileiro que mora na Suíça, um amigão de Val Paraíso, um roteirista aqui de Recife e um amigo que mora em Ceres, Goiás. Seria muito legal reunir esta turma e vê-los se entrosarem. Não será possível, mas os trago em meu coração, sempre.

Falei para a Verônica que não precisa fazer nada especial amanhã, mas ela é como minha mãe, nunca me atende nestas ocasiões, então vou relaxar e comer, beber e agradecer a Jesus por mais este ano.

Por conta da campanha no Catarse (que está estagnada, ou a turma está sem dinheiro ou meu trabalho não é tão popular quanto eu pensava) tenho recebido fanarts de um bocado de gente talentosa.

Acima e abaixo alguns para a galeria.

Um beijo a todos e nos falamos de novo na semana que vem, se Deus quiser.

Lorde Lobo

Adriano Sapão

Gerso Witte

Luciano Félix

Mauro Barbieri

Sandro Marcelo

Ton Marx

Walter Júnior

Alexandre Vegh

Elton Ellon


8 comentários:

  1. Hello my friend . It is the first contribution I can laugh with. You know I've put this hated day behind me. How similar were my thoughts. To be alone and to tell everyone who simply congratulates me - leave me alone. And today, when I think of your birthday, I understand. I would love to come by, hug you and spend time with you. Talk about life and art. Unfortunately, we share almost 8000 kilometers. It is only this path that I want to wish you much health and blessings. And something else - a successful campaign for my love Zé Gatão and that our friendship is still very many birthdays. Kiss and tight embrace

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thank you so much for your friendship and support, Mira, had I more fans like you I would have given higher heels. You can be sure that you are already part of my life and my family. God bless you.

      Excluir
    2. If everyone who today congratulated you on the birthday 15 reias would have paid, it would be a nice day.������

      Excluir
    3. I agree with you on gender, number and grade, Mira.

      Excluir
  2. Parabéns e muitas artes por vir. Além de dinheiro. Heheh!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, meu caro Anderson! Um pouco mais de grana cairia bem mesmo, estou precisando.

      Abração.

      Excluir
  3. FELIZ ANIVERSÁRIO, SCHLOESSER!!! O casal de Pira te manda os parabéns e se sente honrado por sua amizade. Rapaz, você reparou que, daqui a pouco, vai poder montar uma exposição com só as fanarts do Zé Gatão? É um trabalho mais especial que o outro. Isso, sim, é prestígio: uma porção de feras demonstrando carinho por seu personagem. FELICIDADES!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Carla, a honra é minha em ter a amizade de vocês.

      Sim, eu fico deslumbrado com a manifestação de carinho dos artistas na forma de artes do Zé Gatão. Alvíssaras!

      Grande abraço.

      Excluir