Total de visualizações de página

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

CABEÇA QUENTE À DERIVA.


 Aqueles que me seguem de forma rotineira já devem saber que meu ano começou em convulsões, ando com a cabeça cheia e humor alterado, tendo que mante-lo calmo e domado a todo custo como uma fera implacável.
Estou me organizando devagar, os primeiros trabalhos já recebem luz verde para começar, então é hora de administrar melhor meu tempo e espanar a poeira da cachola e não dar ouvidos aos ruídos exteriores como contas que chegam, dinheiro que me devem e não pagam e pequenos/grandes aborrecimentos cotidianos. Afinal, o Mestre nos advertiu que esta terra não é lugar de descanso, então não há porque dar lugar à perplexidade e desânimo.
O problema é que as vezes os sucessivos apertos vão me tornando susceptível, e o caldo começa a entornar, por exemplo, hoje pela manhã errei sobre uma pintura quase toda pronta de forma irremediável, não tenho outra alternativa senão recomeça-la, isto redunda em atrasos e pior, um bom trabalho nunca é substituído, há casos em que a substituição fica até superior, mas igual, impossível.
Como se não bastasse o desastre, ao entrar no blogger hoje, removi acidentalmente o comentário de um seguidor, tentei recupera-lo mas infelizmente não teve jeito (acho que o blogger ainda há muito o que melhorar), ao KAISERLEOMON, minhas sinceras desculpas.

Estas duas ilustrações fazem parte do livro Memórias Da Casa Velha do Machado de Assis, um de uma série de livros que ilustrei no ano passado e que já deveriam ter sido publicados mas sofreram atrasos.
Para cada livro eu penso num tipo de tratamento adequado ao desenho, algo que evoque o clima da história da maneira como eu a sinto, se mais claro, mais escuro, com mais (ou menos) hachuras ou limpo e por aí vai. Na maioria das vezes não me importo tanto com cenário ou perfeição da arte, e sim com a composição e a emoção sutil que ela pode provocar. É intuitivo, se tenho ou não sucesso, só o tempo é quem diz, e as vezes nem isso.

Já demorei demais em frente ao computador, minha prancheta é ciumenta.
Um bom fim de semana a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário