Total de visualizações de página

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

A TERCEIRA CENA DE ESAÚ E JACÓ.


- A semana chega ao fim. As coisas não andam bem. Na verdade andam melhor do que eu poderia merecer, mas não consigo sentir, não é só uma questão de desconforto físico, é como se em minha vida sempre existisse um carrasco que dorme e nunca se sabe exatamente quando vai despertar.
Seria algo assim que o apóstolo Paulo sentiu quando pediu a Jesus que tirasse um espinho de sua carne?
Porém, como foi com Paulo, a Graça do Senhor tem me valido e há de valer até o derradeiro dia.

- A bio do Edgar Allan Poe foi novamente interrompida, chegou o clássico "A Lira Dos Vinte Anos" para eu ilustrar e já estou em plena atividade, afinal este é o trabalho que paga as contas. Queria muito finalizar o Poe agora em fevereiro mas acho que não será possível, mas quem sabe?

- Um dia qualquer da semana passada saí de casa a tarde para resolver alguma coisa, nem lembro mais o que era, peguei um micro-ônibus, já estava cheio e como eu tinha que saltar logo...(pronto, lembrei, eu tinha que pagar uma conta no Banco do Brasil), me encaminhei próximo a porta de saída. Uns "aborrecentes" estavam nos últimos bancos, festivos e barulhentos como se já fosse o Carnaval. Deviam estar vindo da praia - moro próximo à orla - dois moleques queimados de sol, magros e altos, trajando camisetas e bermudas, deviam ter uns 16 anos, um deles com um boné com letras espelhadas e garrafais escrito FUNK, umas 4 meninas de micro saias, bonitinhas toda a vida, difícil mensurar a idade, eu arriscaria de 12 a 14 anos, cheias de liberdades com os garotos, celulares com capas coloridas tirando selfies (é assim mesmo que se fala?). Num instante uma sentou no colo do moleque e bradou: "Vai tira a foto agora que o ônibus parou!" Fizeram poses mostrando dentes com aparelhos e cairam na gargalhada. Foi assim até o momento d´eu descer. Não é de se admirar que aqui no Jaboatão é tão comum ver meninas ainda com cara de criança com filhos no colo na fila do Bolsa Família. Os pais dão duro trabalhando o dia inteiro (na melhor das hipóteses) e provavelmente não tem condições de prover uma orientação adequada a essas mocinhas. Em muitos casos é um legado passado de mãe para filha.
Prometi a mim mesmo usar este espaço para alguns desabafos e principalmente falar da minha arte, mas hoje vou abrir uma excessão e dizer o quanto eu ODEIO o comunismo, marxismo ou que porra vocês queiram chamar este câncer que no mundo só provocou miséria e morticínio e cujo PT e seus afiliados tem sido grandes representantes.

- Pra fechar a semana fiquem com mais este desenho do clássico de Machado de Assis.
Amanhã tenho a intenção de visitar a EXPO COMICS e prestigiar as palastras dos colegas que lá estarão. Logo voltarei aqui com novidades, se Deus permitir.
Fiquem bem.




2 comentários:

  1. Boa EXPO COMICS pra você, Schloesser. Vai te animar ver seus trabalhos devidamente apreciados. Vá, leve a Verônica e divirtam-se! Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A ideia é essa, Carla.
      Obrigado por sua força sempre.
      Abração e bom fim de semana.

      Excluir