Total de visualizações de página

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

LOLITA.


Leonardo Santana é um dos grandes roteiristas de quadrinhos do Brasil.
Produziu muito, sempre de forma independente.
Criou o repórter FDP (não, as iniciais não significam o que vocês estão pensando, mas creio que a verdadeira intenção dele é que vocês pensem o que pensaram, afinal, o comportamento do moço, como o de todo repórter que se preze, não é lá, digamos, muito ético). O subtítulo da primeira aparição do personagem nas hqs é: "Se Não Morrer Ninguém, Não É Notícia". Fernando Drummond Pessoa é o nome da figura e tem histórias ótimas. Mas no Brasil essas coisas são difíceis de decolar e eu parei de me perguntar por quê.
Leonardo Santana diz que está cansado. Não exatamente da arte sequencial ou de criá-las, mas de tudo que a envolve e não acontece. Sei como ele se sente. Mas não é por isto que ele vai parar. O veneno dos quadrinhos corre por suas veias e não há antídoto.
Leonardo Santana já criou muitos personagens. As Novas Amazonas, uma baita aventurona com tons si-fi, saiu de sua mente fecunda e já tive o prazer de ler uma sequência. Por longo tempo fiquei sedento por mais. Acho que existem novidades para serem lidas on line, o problema é que não consigo me acostumar a ler quadrinhos na tela do computador, então a sede continua. Lolita é uma dessas Novas Amazonas e é retratada no meu pobre traço na arte de hoje.
Leonardo Santana também foi editor do Zé Gatão - Graphic PADA 1. Fez um ótimo trabalho. Aquilo virou uma edição raríssima.
Acham que repeti muito o nome Leonardo Santana neste texto? Não foi o bastante, por certo.

Um bom fim de semana a todos.


8 comentários:

  1. Eu teria medo de topar com essa Lolita, Schloesser. A moça parece explosiva. Gostei do subtítulo: "Se não morrer ninguém, não é notícia". Parabéns ao Leonardo Santana! Fernando Drummond Pessoa, FDP, é ótimo. :) Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o Leroy teria mais motivos pra se preocupar que você, Carla, há uma história intitulada "Homem bom é homem morto!", pra se ter uma idéia. E o Léo tá de parabéns mesmo.
      Grande abraço e grato pela visita, se não fossem seus comentários eu iria ouvir os "cri - cri - cri" dos grilos após as postagens.

      Excluir
  2. Olá Eduardo!

    Obrigado pelas palavras carinhosas! De vez em quando é bom lê-las para dar aquele gás extra que esta faltando na subida. Vamos ver o que sai este ano. Tem duas hqs das amazonas prontas. Uma parece que vai sair numa revista independente (só não sei quando). A outra falta legendar e ainda não sei como vou publicá-la. Estou vendo uns lances digitais para cortar os custos mais ainda não sei. Vamos ver.

    O FDP também. Ainda tenho edições da "se não morrer ninguém não é notícia" para vender em meu blog (https://roteiristaleo.wordpress.com/) e estou publicando outra hq on-line (Ainda está faltando receber uma página para publicar o resto da hq). O número 3 estou pensando em lançar via crowdfunding mas ainda estou pensando.

    E vamos indo do jeito que dá, quando dá e se der. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O candeeiro não pode ficar debaixo da cama Léo.

      Vamos aguardar as novidades sobre as Amazonas e outras publicaçãoes suas que de alguma maneira virão a público. Conte com meu apoio e torcida.

      Abração e continue firme na luta.

      Excluir
  3. Eu tinha uma edição desse FDP, colorida, comprada num evento anos atrás. Vou procurar e dar uma relida. Lembro que na época, gostei.
    Bom final de semana e grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FDP é legal mesmo, Gilberto, vale uma relida.

      Curioso, só hoje vi que este seu comentário aguardava moderação.
      Grande abraço.

      Excluir
    2. FDP é legal mesmo, Gilberto, vale uma relida.

      Curioso, só hoje vi que este seu comentário aguardava moderação.
      Grande abraço.

      Excluir