Total de visualizações de página

sábado, 18 de junho de 2016

85 VEZES SÍLVIO SANTOS.



Recebi esta semana os três exemplares do livro de caricaturas homenageando o Sílvio Santos. Tive a honra de participar com uma arte que, creio, muitos que me acompanham aqui já conhecem.
O volume em si me surpreendeu pelo seu belíssimo acabamento e papel de gramatura encorpada, capa dura, grande e pesadão. Com toda a correria destes últimos dias mal tive tempo de sossegar, apreciar as demais ilustrações e ler o breve comentário que cada artista faz sobre o maior animador de auditório da televisão brasileira, mas isto é o de menos.



Amanhã o cartunista JAL e o Maurício de Souza, que assina a arte da capa, vão entregar para o Sílvio o livrão. Sugiro ficarem ligados, vai ser no mínimo divertido. Este link trás mais informações:

http://www.sbt.com.br/programasilviosantos/fiquepordentro/77747/Mauricio-de-Sousa-e-Silvio-Santos-tem-encontro-historico-neste-domingo.html


Soube que foram impressos cinco mil cópias e mais de quatro mil já foram vendidos. Se esgotar é capaz de ter uma reimpressão (tomara).


Só tive direito a três, uma fica comigo e as outras duas vão para a família.

Bem, amados e amadas, meu dias no mar tem sido sem tempestades no momento, porém não sopra nenhum vento que me tire deste meridiano.

Continuo trabalhando e confiando em Deus para ver se chego a um porto seguro.


8 comentários:

  1. Este comentário foi feito pelo Luca Fiuza em meu e-mail. Tomo a liberdade de reproduzir aqui por achar pertinente e muito bem escrito:

    "Como sempre excelente post. Sinto em você agora uma sobriedade madura. Compungida, bem direta, uma postura consciente da realidade em que vive. Se comparada aos primeiros posts lá atrás, não há mais aquele grito lamentoso mesclado com um sentimento meio que raivoso de outrora. Não que alguma coisa tenha mudado radicalmente na sua existência até o momento, o que mudou eu creio foi sua forma de expressar seus sentimentos. As sensações de sempre estão aí. Contudo podemos comparar as mesmas hoje a uma chama fria. Bem, meu velho...tudo que eu disse não passa de especulação cheia de licença poética. Algo a que me permito com aqueles a quem amo. Não sou psicólogo nem um bom intérprete da alma humana como faço parecer com esta minha linguagem cheia de uma dita erudição e sofismas. Na verdade é mais um sentimento meu do que a expressão da verdade. É algo baseado no velho hábito que todos temos de achar que manjamos bem as pessoas que nos são próximas. Engraçado, não? É isto. Sei que não se aborrecerá comigo ainda assim. Fique bem. Um forte abraço.

    Lucão."



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cansaço? Indiferença? As duas coisas? As vezes nem eu sei, meu velho amigo Luca. As lamentações de outrora podem ter dado lugar ao enfado frente às pressões do cotidiano, a apatia substituindo a fúria por saber que não adianta mais esmurrar as paredes (nem mesmo através de um personagem de quadrinhos). Ou pode ser também que eu tema parecer repetitivo ao público. Daí a mudança de tom em minhas postagens.

      Uma coisa é certa: existe esperança, há uma chama diminuta que insiste em queimar no peito, vontade de continuar meu trabalho mesmo sabendo que pouca diferença fará, pois no fim, a senhora morte não quer saber quem fomos ou porque suamos tanto em vida, mas o que produzo fica por um tempo e influencia outras pessoas de forma positiva, tenho recebido retorno disso em mensagens de fans que paulatinamente vão se multiplicando.

      Acima de tudo a fé em Jesus vai tirando parte do amargor, é a certeza da vitória final que me impede de sentar à beira do caminho e aguardar o desfecho inevitável sem batalhar.

      Obrigado pelas palavras e um grande abraço.

      Excluir
  2. Que bacana! Me lembrava da sua arte do Silvio gênio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz um tempo, né? Teve a exposição, depois o livro saiu e só agora ele chega para mim. Todo processo é lento.

      Excluir
  3. Que bacana, Eduardo! A expo no Metrô Sé estava muito bonita. O livro deve estar ainda melhor...
    Ótimo final de semana pra vc e a Verônica! Abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Gilberto, o livro me surpreendeu, afinal eu esperava algo como um catálogo de exposição bem caprichado, mas qual o quê, é um livro grande e caudaloso de imagens muito bem impressas, em capa dura. Fiquei feliz. Não deu dinheiro, mais uma vez, mas é bom fazer parte deste time de vencedores.

      Abração e bom final de semana para você e para a Graça também.

      Excluir
  4. Eu também me lembrava do gênio Sílvio Santos, Schloesser. Não só pela alta qualidade do desenho, mas pela ideia brilhante. A família toda do Sílvio vai adorar. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro já está na praça faz um tempo, Carla, só agora a editora me enviou, de forma que tanto o Sílvio quanto a família dele já conhecem, entregar o livro durante o programa é formalidade, imagino que tenham gostado. Quanto a ideia do gênio, foi sugestão do meu irmão, que sempre foi um cara super criativo.
      Obrigadão e um abraço.

      Excluir