Total de visualizações de página

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

ANO NOVO, HÁBITOS VELHOS.



Sim, o ano de 2018 já coloca o pé no acelerador, é dia 8 e parece que o rompimento foi ontem a noite. É sempre assim, ao findar de um calendário todo mundo reflete sobre o tempo que passou e promete a si mesmo acertar no alvo que não foi possível na temporada anterior, uns querem ser mais pacientes, tolerantes, menos apressados, outros prometem que vão fazer mais exercícios, que vão emagrecer, pensar mais antes de tomar decisões ou não pensar ao decidir....bem, a questão é que funciona apenas no começo, depois de uma semana - ou menos - começam a fazer as mesmas besteiras de sempre. Não adianta, o paraíso não é aqui, ele é utópico. Bem, pelo menos pra maioria das pessoas (é o que tenho notado ao longo da minha vida).
Eu? Eu nunca me iludi com isto. Claro, não sou imune àquela magia de fim de ano ao abraçar uma pessoa querida e felicitá-la. Não consigo não fazer um balanço de tudo e ver no que posso melhorar a minha vida e mesmo sabendo que é apenas psicológico, eu tento recarregar as baterias e começar o ano novo com o pé direito. Uma coisa peço a Deus: bem aventuranças para minha família e saúde para fazer o meu trabalho e que trabalho não falte. Se a arte é mesmo necessária para não sermos esmagados pela realidade, como já proferiram alguns - e se arte é o meu ofício - eu quero continuar fazendo o melhor possível. De resto, que Ele me dê a minha porção acostumada, ter o que comer, beber, vestir e um teto sobre a cabeça e dou graças.
2018 tem promessas de lançamento de obras minhas, O BICHO QUE CHEGOU À FEIRA (ok, não é só minha, mas minha participação nele é grande) é dado como certo. Já A VIDA E OS AMORES DE EDGAR ALLAN POE, continuo sem certezas. O NCT - NOVOS CLÁSSICOS DO TERROR parece que ainda vai demorar mais um pouco. Cozinho em fogo brando uma nova aventura de Zé Gatão, se consigo terminar este ano é uma incógnita, e se concluir, publicar é uma incógnita maior ainda. É ir batalhando sem esmorecer como sempre fiz; tropeçando sempre ao longo do caminho, mas sem nunca ficar deitado, choramingando derrotas. 

Bem, é o que eu tinha para dizer nesta minha primeira postagem do ano (atrasada, era pra ter escrito ontem!). Vocês continuam comigo? Conto com isto.

Beijos nas gatas, um abraço nos gatos e fiquem com os esboço para uma comissão (já realizada) do Fantasma.


Até semana que vem, querendo DEUS!

4 comentários:

  1. Continuamos aqui, com você, Schloesser. É o melhor lugar pra acompanhar as novidades e ver seus desenhos incríveis. Que venham os lançamentos! Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, Carla, obrigado! Olha, não sei se é o melhor lugar para as novidades, mas para ler os queixumes deste resmungão, com certeza! Mas eu diria que são queixas legítimas, pudera eu desabafar tudo o que me incomoda, mas há coisas que devem ficar entre nós e o Criador, não é verdade? E, sim, que venham os lançamentos!

      Grande abraço!

      Excluir
  2. Que a gente ainda tenha disposição de fazer o que somos capazes, por trampo ou recreação.

    ResponderExcluir