Total de visualizações de página

terça-feira, 15 de maio de 2012

DE VOLTA, MAS POR QUANTO TEMPO?


É incrível, mas não estou conseguindo atualizar esta página como gostaria. Comentar sobre o que ando lendo, assistindo, falar a respeito das muitas coisas que me deixam perplexo no dia-a-dia, relatar um pouco mais sobre meu passado e tal. Mas para tanto necessito um mínimo de paz de espírito e não estou conseguindo. Antes eu ficava mais diante do computador lendo alguns blogs de artistas que admiro, procurando músicas antigas e etc, agora só faço checar e-mais e olhe lá. É a pressão do tempo que aumenta, os prazos que ficam mais curtos, assim como meu fôlego. Me sinto como se fosse um roedor dentro de uma gaiola, correndo naquela escada que gira sem nunca chegar a lugar algum, numa velocidade casa vez maior, pois se paro ou diminuo o rítmo, arrisco-me a quebrar o pescoço.

Ontem quebrei a rotina e me impuz ir ao cinema assistir "Os Vingadores". Como um aluno que mata aula num dia de provas, lá estava eu dentro do cinema sem conseguir relaxar e curtir ao filme, o tempo todo pensava nas palavras do diretor de arte me implorando para entregar as artes que estão faltando até o fim da semana. Não podia desligar o celular, botei pra vibrar e enquanto os aliens destruiam a cidade na tela, ele se fez notar. Era o motoboy da editora querendo saber se eu estava em casa para me entregar os contratos do próximo livro. Não, respondi eu sussurrando em meio às explosões dos carros, só estarei em casa a partir das 16 horas.
O filme é legal, é como ler um gibi da Marvel nos bons tempos, gostei particularmente do Hulk e do Loki (e claro, quem não vai gostar da Viuva Negra?), mas não pude me divertir, esta é que é a verdade. Tem muita coisa acontecendo à minha volta ultimamente.

Era pra eu ter postado no domimgo sobre o dia das mães, comentar a saudade que sinto da minha genitora embora fale com ela quase todos os dias. Descrever a admiração que sinto pela Verônica que é uma esposa-mãe. Um relacionamento careçe de equilibrio, enquanto sou imaturo, infantilizado, ela é realista e cuida de mim como se eu fosse um filho. Nunca saio de casa sem estar bem arrumado ou alimentado. Há algo de incestuoso aí? Bem, não vamos nos aprofundar demais.
O caso é que no sábado eu ela fomos às compras para preparar o almoço de domingo. Foi um dia exaustivo, preparar nhoque, maionese, pavê, bolo e essas coisas tomam um bom tempo. No domingo... bem, no domingo mandei tudo às favas e comi como um padre, somado tudo, não deu pra trabalhar e muito menos pra escrever no computador. Esta semana tenho que recuperar o tempo perdido e acelerar as artes para que o diretor de arte não arranque os cabelos.

A Arte de hoje foi feita para um dos contos do Humberto de Campos. Uma história brutal.


2 comentários:

  1. Fala, Eduardo! Que pena que não tenha relaxado no filme dos Vingadores... Eu tb assisti semana passada com a Graça, e até ela que não lê quadrinhos, curtiu. Fiquei com vontade de ver de novo, e essa final de semana tenho que roubar um tempinho pra levar meu afilhado (O que é uma boa desculpa, kkk).
    No momento em que li essas suas palvras sobre seus sentimentos com a Verônica, gargalhei bem alto. Após reler o trecho sobre sua citação "esposa-mãe" para a Graça caimos os dois no riso, eu mais que ela, pois ali estava uma descrição de como também é boa parte de nosso relacionamento. Acho que tb não cresci o suficiente e mulheres práticas como as nossas, são essenciais.
    Abração, e mais uma vez, obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Pois é, meu amigo, terei que curtir Os Vingadores quando ele sair em DVD. Estou atolado de compromissos, todos com valores bem abaixo do mercado infelizmente (mas dando graças a Deus por eles), com pouco tempo para respirar. Hoje mesmo queria fazer outra postagem aqui mas cheguei da rua sem gás, fica para outra hora.
    Realmente parece que fomos bem aventurados com relação as nossas companheiras, é muito importante quando alguém cuida de nós com desvelo. Dê uma abração na Graça por mim, ok?
    Fica em paz amigão, e muito obrigado por sua visita e comentário.

    ResponderExcluir