Total de visualizações de página

sexta-feira, 18 de maio de 2012

O CABELEIRA 01



No som rola um George Harrison pra ver se consigo relaxar um pouco, terminei a alguns instantes uma arte destas que saem sem muita dificuldade, mas como não existe desenho fácil por mais simples que ele seja, minha mão está cansada, implorando por um tempinho mergulhada em água gelada, e meu estômago reclama por algum alimento, mas eles que esperem, precisamos bater um papinho, se for atender a mão ou jantar, arrisco não voltar aqui.
Hoje começo a mostrar algumas ilustrações que fiz para o livro "O Cabeleira" de Franklin Távora, só não o fiz antes porque estava esperando ele ser publicado, como a editora parece que vai adia-lo ainda até o ano que vem, não vou postergar mais, vocês conferem em primeira mão.
O livro é diferente da excelente HQ desenhada pelo fantástico Allan Alex já mencionada neste blog. Acho até que é bem mais violenta, mas é uma violência, eu diria, mais de cunho psicológico. Dá um nó no estômago imaginar que existiram (e existem) pessoas capazes de cometer tais barbaridades. Isto só corrobora uma teoria que tenho, não acho que o mundo hoje esteja mais violento que outrora, só ficou mais banal e ele (o mundo) ficou pequeno demais com a rapidez das informações, a impunidade e incapacidade dos governos em lidar com tais acontecimentos só potencializa a coisa, mas não quero discutir isto.
Um bom fim de semana a todos.


4 comentários:

  1. Ô, principalmente os álbuns "All Things Must Pass", "Cloud 9" e "Brainwashed" (este último não sei se escrevi certo). E Também John, Paul e um do Ringo do ano de 1973 (se não me falha a memória) intitulado simplismente "Ringo", que tem colaboração dos outros três beatles.
    Valeu.

    ResponderExcluir
  2. Ao usar a textura para eleger planos e subplanos com tamanha maestria,para mim seu trsbsllho está ao nível de grandes desenhistas europeus de quadrinho.

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigado, meu amigo, grandes mestres me influenciaram.

    ResponderExcluir