Total de visualizações de página

segunda-feira, 2 de julho de 2012

O CABELEIRA ( CENA 06 )



Bom dia a todos.
Madruguei hoje, cinco e pouco e o sono me fugiu. Porque? Nem eu sei. Tantas coisas. Na verdade nenhuma delas vale o descanso perdido, mas que se pode fazer? Não comandamos as coisas do inconsciente.
O dia raiou e felizmente tenho muito trabalho pra executar, e quanto mais cedo começo, mais tarde  termino. Irônico? Um tanto. Eu só queria que meus traços fossem mais bem pagos pra eu não ter que correr assim, já entrando na casa dos 50; mas é a vida, não há como retroceder.

Fica aí mais uma cena do livro "O Cabeleira" e meus votos de que todos vocês tenham uma ótima semana.

    

3 comentários:

  1. O cabeleira, esse livro é muito bom , o bandido que se torna mocinho através do amor. A arte tem Um toque bastante interessante no que se diz respeito a luz e sombra, espressões faciais e os pontilhados na saída das partes escuras ocasionando um degradê, gostei Eduardo!

    ResponderExcluir
  2. Pois é, uma coisa interessante é que a adaptação em quadrinhos feita pelo Leandro Assis, Hirochi Maeda e o grande Allan Alex ficou diferente do livro, como se fosse uma extensão. Eu optei por deixar as artes mais fiéis ao romance.
    Obrigado pela visita e comentários.

    ResponderExcluir