Total de visualizações de página

segunda-feira, 4 de março de 2013

EXPOSIÇÃO SANSÃO TAMBÉM FAZ 50 ANOS.

A alguns dias atrás um amigo meu, que trabalha como roteirista para diversas publicações do Maurício de Souza, me ligou para me falar dos 50 anos que a Mônica completa em 2013, as comemorações diversas que se darão e por aí vai. Os tais festejos começam com uma exposição focada no Sansão, o infeliz coelho da Mônica. Evento idealizado por um velho conhecido, o cartunista JAL, que segundo soube, atua também como relações públicas do Maurício.
Meu amigo sugeria que eu participasse, que seria legal e assim por diante. Relutei por três motivos: 1 - tenho pouco tempo atualmente. 2 - ando com a mente embotada, afinal, uma exposição assim, com tantos cartunistas, requer muita criatividade e humor. 3 - estou afastado deste universo do Maurício de Souza a muito tempo.
Mas agradeci ao meu camarada a lembrança, sugestões e incentivo. Fiquei pensando no que poderia fazer.
Gosto as vezes de brincar com as tintas fazendo uma releitura de obras clássicas. O próprio Maurício de Souza já expôs uma série de pinturas legais emulando artistas do passado com seus personagens.
A primeira coisa que me veio à mente foi criar um Baco bem ao estilo Caravaggio (o atual pintor barroco da moda) só substituindo o personagem pelo coelho azul. Mas aí teria dois problemas: seria esta uma imagem tão conhecida a ponto de ser reconhecida pelo público médio? A figura do Baco seria adequada? Matutava estas questões quando bati um papo com meu irmão naquela mesma tarde, ele sugeriu que ao invés de Caravaggio eu poderia fazer o Van Gogh. Ótima ideia, só não sabia se poderia imitar o estilo delirante do pintor holandês. Gosto de desafios. Como o prazo para envio era curto, parei tudo o que estava fazendo e trabalhei na manhã seguinte cometendo a ilustração que vocês conferem hoje.


Ela foi bem recebida. Tanto que foi usada para ilustrar a postagem do blog Gibizada como mostra este link:
http://oglobo.globo.com/blogs/Gibizada/posts/2013/03/02/parabens-monica-488317.asp#.UTJ1Oks82bw.twitter


4 comentários:

  1. Fala, Eduardo! Já disse no Facebook e volto a repetir. Demais, na técnica e no conceito. Um grande insight. Parabéns a vc e a seu irmão. Ficou bem apropriado e icônico. Creio, prontamente reconhecido, pois o Homem da orelha cortada é bem popular.
    Grande abraço,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou pouco mas falou bonito, Gilberto, este é um daqueles comentários que dá vontade de guardar. A mim, só resta agradecer.
      Forte abraço.

      Excluir
  2. SENSACIONAL, Eduardo!
    Nossa, idéia, execução, ficou TUDO muito bom (não que eu esperasse qualquer outra coisa de um artista do seu calibre)!

    Abração!
    J.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande James!!!
      É, este trabalho ficou mesmo interessante, né? Confesso que fiz mais pela oportunidade de sair um pouco do meu campo (leia-se artes conceituais sobre temas improváveis e hqs alternativas) e me aventurar ao lado de artistas de traço mais bem humorado. Os personagens desta turminha a muito não fazem parte do meu universo, mas...pelo visto a arte agradou. Agradeço suas palavras e volte sempre.
      Grande abraço.

      Excluir