Total de visualizações de página

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

LENDAS DO SUL ( 05 )


Meu desejo mesmo era sentar aqui diariamente e escrever um pouco acerca do cotidiano, das coisas que observo e me incomodam, ou, claro, das coisas que  me alegram - que são tão poucas - como nos primórdios deste blog. No princípio isto pareceu uma espécie de diário; tomei gosto pela coisa, até que começou a me faltar oxigênio (leia-se tempo). Mas creio que consigo parar aqui umas duas vezes na semana nem que seja para deixar um desenho para vocês, pois uma das poucas coisas que me alegram como me referi acima, é o retorno das pessoas que curtem minhas pobre artes. Ontem, na Editora Construir dois artistas jovens pareceram entusiasmados com meus traços, principalmente os rabiscos no meu sketchbook. Receber pelo trabalho é muito bom, mas dinheiro é algo que vem e vai, agora, o elogio sincero, o entusiasmo em cima de um desenho é algo que guardo comigo, e a única forma que tenho de agradecer é não parar, é permanecer caminhando nesta estrada por mais acidentada que ela possa ser. Como as palavras que vocês deixam aqui, sou muito grato por cada uma delas.

A ilustra de hoje faz parte do livro Lendas Do Sul.

Tenham todos um bom fim de semana.

PS - Hoje pela manhã, uma artista batalhador e amigo deixou um recadinho na minha página no Facebook, após ver um detalhe de uma página da biografia do Edgar Allan Poe, a qual reproduzo abaixo.

Sandro Marcelo Farias Eduardo Schloesser, meu velho, não me canso de admirar esse seu trabalho impecável não só da arte em si mas também da pesquisa para a reprodução da época! Simplesmente sensacional! Você deveria estar no topo da lista de autores brasileiros com as obras mais vendidas! Esse Brasil é muito injusto com os verdadeiros artistas!

Eduardo Schloesser Sandro, obrigado por suas palavras. Coloquemos desta forma, quantos leem quadrinhos neste país? Subtraiamos os analfabetos (pois muitos só veem as figuras) , tiremos os que lutam muito e não podem gastar com supérfluos. Sobra o quê? Os que só leem super-heróis, os que só consomem mangás, os que só dão valor às tiras por achar que elas tem algum conteúdo ideológico e tem aqueles que por tradição só consomem os produtos do Maurício de Souza, os que restam, em sua maioria, são os puxa-sacos (de estrelinhas), os preconceituosos (que não curtem material nacional) e os idiotas. Fica mesmo difícil alguém aguentar o tipo de trabalho que eu faço. Abração, meu amigo, e sucesso nas suas empreitadas.




5 comentários:

  1. A alta qualidade dos seus trabalhos é evidente, Schloesser, impossível não perceber. Já me acostumei a ampliá-los para observar detalhes. Seria legal se você dissesse a quais obras eles pertencem. A lula guerreira lá no alto, por exemplo, deve ser de "Vinte mil léguas submarinas", eu acho. Mas a ilustração superdetalhada do post de hoje, não sei a qual lenda pertence. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde,Carla. Tudo tranquilinho? Obrigado pelos elogios.
      Olha, a Lula no alto, foi mesmo feito para Vinte Mil Léguas do Verne, fiz uma postagem irônica sobre ela logo no início deste blog, lá em 2010, se tiver paciência de procurar e ler não repare a falta de pontuação, naquela época meu teclado não pontuava.
      Quanto a lenda de hoje, confesso que também não sei. Explico: este é um dos livros que infelizmente não tive tempo de ler para fazer as ilustrações, então recebi sugestões e direcionamento do editor para criar a imagem. A mim só coube a pesquisa para as roupas e criar o clima de perplexidade do personagem. Mas pelo que entendi, este gaúcho, numa cavalgada, encontra o espectro de um frade que conta sua história num período bem antigo (medieval, talvez?) onde é morto enforcado com um garrote (ver desenho do post anterior) induzido pelo clérigo ele entra nesta caverna de ossos, depois acorda do lado de seu cavalo (desenho da próxima postagem), Na verdade, são tantos desenhos todos os dias, todas as semanas, mais várias outras atribuições que nem lembro direito pra qual obra eu fiz tal ilustração. Perdoe esta falha.
      Abração e bom fim de semana.

      Excluir
    2. Ah, sim, o título da postagem sobre o polvo em 2010 é PROCURA-SE.

      Excluir
  2. Um dos desenhos mais bacanas de suas últimas postagens, Eduardo. Legal como utilizou a entrada dessa caverna para emoldurar o personagem...Parabéns!
    Um ótimo domingo,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostou mesmo desta, Gilberto? Pra dizer a verdade não é uma das minhas preferidas, mas concordo com com você, a composição ficou mesmo ok.
      Eu agradeço.
      Forte abraço.

      Excluir