Total de visualizações de página

domingo, 3 de setembro de 2017

SEM LUZ PARA A ARTE.


Está difícil, é tudo o que consigo dizer. Continua difícil. Mas não é possível recuar, esta não é uma opção. Eu não vivo mal, com certeza, faço até cinco refeições ao dia, durmo em uma cama confortável, tenho uma família maravilhosa, ainda consigo trabalhar com o que gosto (e sei fazer) e com bastante esforço consigo pagar as minhas contas, ainda assim ouso dizer que vocês não iam querer andar em meus sapatos nestes últimos meses. Não convém entrar em detalhes sobre o que me tira o sono mas posso adiantar que é a soma de muitas pequenas coisas. Ok, Jesus disse que no mundo teríamos muitas aflições e que devíamos confiar Nele, então é só isto que me motiva.

Este fim de semana algo em particular me aborreceu bastante, nunca comentei aqui mas a minha luminária deu pau já faz anos, como não tive recursos para consertar ou comprar outra, coloquei um lâmpada bem forte no meu estúdio e isto me serviu muito bem. Ontem a tal lâmpada não acendeu. Troquei por uma outra e também não respondeu. O problema com certeza era no interruptor. Não entendo de eletricidade, então não dei uma de esperto. Meu cunhado saca disso, ele fez a instalação da eletricidade da casa dele. Ficou de vir ma ajudar.
No escuro não é possível trabalhar. Fiz o que pude com uma prancheta de mão onde houvesse luz solar, mas não deu pra adiantar muito.
Hoje o irmão da Vera veio a tarde e tentou me ajudar. Descobrimos que há um problema com a fiação. Cabos velhos. Prédio velho. Tudo velho. Me sinto velho. Cara, que merda é isso tudo!
Bem, assim que eu receber a minha grana terei que contratar um eletricista profissional para resolver o problema. Amanhã terei que remanejar a minha prancheta para um local mais iluminado e continuar os serviços pois o show não pode parar. Mas a noite, quando produzo melhor, não será possível. Me sinto muito cansado! Faz parte. A vida é assim.

O desenho de hoje estava esquecido em meus arquivos, foi o primeiro estudo que fiz direto no pincel para o frontispício de ZÉ GATÃO - DAQUI PARA A ETERNIDADE.


Alguns fãs do meu trabalho tem feito encomendas de artes originais. Coisas bem legais, estou cuidando delas.

Uma abraço nos gatões e um cheiro nas gatinhas. Até!


8 comentários:

  1. Que b%$#@, hein?! Antes fosse só a tomada ou a lâmpada. Sempre tem algo escroto pra atrapalhar. Às vezes, digo: quando não é uma po##@, é uma m&%#@!

    Legal que recebeu pedidos. Também recebi uma recente. Ao menos, ajuda nas despesas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é isto mesmo que você disse, com todos os po##@s e m&%#@s. É sempre um problema. Mas vamos resolver, com a graça de Deus.

      Os pedidos tem me ajudado a sobreviver enquanto um novo livro não chega.

      Abraços!

      Excluir
  2. Fica esperto, Schloesser. Problemas com eletricidade podem causar incêndio. Ao contrário das pessoas, seus desenhos não sabem correr. Pense em digitalizá-los. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu não sei dos riscos de incêndio, Carla? Não é de hoje que este assunto é abordado aqui neste prédio, mas é complicado lidar com o proprietário, temos que ficar aqui por enquanto - sem uma resposta para isso - tudo esperando que nada nos aconteça. A maioria das minhas artes estão digitalizadas (o que não é tanta garantia assim, convenhamos) mas seria triste perder tantos originais, não é? Só Deus mesmo!

      Obrigado por seu comentário.

      Abraço!

      Excluir
  3. Tudo será bom novamente Edu. Desejo-lhe saúde e luz com todo o meu coração.

    ResponderExcluir
  4. As dificuldades que enfrentamos, sei como é. Até hoje o quarto do meu filho espera eu ter grana para arrumar a parte elétrica. Era o antigo quarto de minha mãe cujo ela chamou um eletricista que durante seu serviço ficava indo no bar tomando cachaça com o dinheiro do material que disse que ia comprar. Fez um serviço porco que não durou um mês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É difícil mesmo, Dood, serviços mal feitos quando não dão problemas logo de cara cobram uma fatura alta depois! Pô cara, ninguém tá livre disso! É muito picareta em todos os setores deste país (sei que tem pilantra em todo lugar, mas eu falo do Brasil porque vivo nele). Espero que consiga resolver as coisas por aí. aqui o problema foi parcialmente solucionado.
      Grande abraço!

      Excluir