Total de visualizações de página

domingo, 29 de outubro de 2017

A ESCRAVA ISAURA (CENA 13)

Amadas e amados, boa noite!

Pra variar me sento aqui no fim do dia um tanto cansado física e mentalmente, o que embota um pouco a minha inspiração para escrever algo relevante. Como foi uma semana sem grandes acontecimentos vamos aos comentários do que tenho absorvido em termos de cultura. Não falo da alta cultura, isso eu deixo para os deuses eruditos, eu me limito a minha pequenez.

O QUE TENHO LIDO:

Livros - Na verdade ainda estou lendo As Mil e Uma Noites e também alguns artigos (quase sempre sobre política) que meus irmãos me enviam pela internet.

Histórias em quadrinhos - Esta semana reli meus encadernados do "Hellboy", é diversão garantida. Li também on line as últimas edições de "The Walking Dead".
Terminei o "Ghost In The Shell", mangá um tanto difícil de absorver, mas impossível ficar indiferente.
Devorei a nova edição do "Akira", da JBC. Muito bom! Eu tenho toda a coleção colorida da Editora Globo, mas nunca li completa, está dentro de alguma caixa de gibis aqui, ainda não aberta.
Neste momento, para me inspirar a criar a próxima arte comissionada, releio Flash Gordon da Ebal (tesouro!).

O QUE TENHO ASSISTIDO:

Filmes - Nunca mais fui ao cinema, mas ontem consegui assistir Homem Aranha De Volta ao Lar em HD na tela do meu notebook. A Marvel sabe fazer filmes para a família, é divertido, colorido, com boas cenas de ação e finalmente um Spider adolescente de verdade. Eu teria investido menos nas cenas de comédia para focar nos momentos sombrios que uma história destas contem, mas ok, é um filme esquecível e bem feito.

Séries - Tive que dar um tempo em Mr. Mercedes mas estou acompanhando a oitava temporada de The Walking Dead (mais do mesmo, os quadrinhos são muito melhores).

De resto, quando posso, assisto programas de gastronomia com a Vera, ela gosta e eu relaxo um pouco.

O QUE TENHO OUVIDO:

Não é segredo que só ouço coisa antiga, a bola da vez está com o Pink Floyd, focando mais especificamente na carreira solo do David Gilmour - não canso de escutar.

Meu amigo Anderson ANDF me fez a baita gentileza de me enviar um quadrinho - e um filme baseado neste mesmo quadrinho - chamado "Whiteout". O filme ganhou o subtítulo de Terror Na Antártida.
Não li e nem vi ainda, Anderson, mas o farei na primeira oportunidade que tiver um momento de paz aqui. Obrigado!

A arte de hoje é mais uma imagem de A Escrava Isaura.


Tenham todos um ótimo fim de semana!

6 comentários:

  1. Meu old pal Luca Fiuza escreveu um comentário sobre esta postagem que achei legal. Publico aqui:

    "É ponto pacífico, meu velho! Temos que manter a mente viva e manter as pequenas coisas de que sempre gostamos. Só assim, a voragem da Vida e da Morte futura não nos carregará como folhas secas ao vento ou um pobre inseto carregado pela torrente implacável! É nestes pequenos prazeres que residem tanto nossa sanidade quanto nossa Criatividade e isto se aplica a qualquer pessoa.Desta forma seguimos atrás de nossos sonhos e de alguma forma tiramos valores positivos da Existência.

    Abraço.

    Lucão."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Belas e sábias palavras, meu caro amigo, endosso em cada linha.

      Forte abraço!

      Excluir
  2. Fala, Eduardo! Feliz de ver que seu blog continua vivo. O meu também, mas perdi aquela energia que havia. Me convenço a postar, mas só pra manter mesmo.
    Flash Gordon da Ebal, aqueles grandões, é tesouro mesmo. Só li um exemplar via Biblioteca Municipal e meu sonho é um dia comprá-los. Dia desses até baixei, mas não é a mesma coisa.
    boa semana pra você e esposa.
    Abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Gilberto, o desânimo me domina avassaladoramente em tudo, mas eu luto para manter as brasas acesas e este blog ainda tem um público (ele diminui paulatinamente, mas ainda há quem venha sempre aqui) e eu me sinto a vontade para desabafar neste espaço.

      Sobra o Flash Gordon você ia amar estar na FEIRA ASGARDIANA (vide a postagem anterior a esta) tinha os álbuns grandões do Flash por 25 reais cada um e em excelente estado. Ouro puro! Pena que eu só tinha a grana da passagem de volta para casa.

      Um grande abraço pra você e para a Graça. Volte sempre!

      Excluir
  3. Oi, Schloesser! Voltei. Rapaz, é impressionante o quanto você conhece de HQ. Eu nem me atrevo a tentar ler Ghost in the Shell. Vi o filme há três dias. Lembrou Blade Runner. Gostei, mas tenho certeza de que o mangá não é mastigadinho para ocidentais, como o filme. Parabéns pela ilustração! Gostei demais das capas dos livros. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, sim, Carla, o mangá, tenho certeza é muito mais denso, não vi o filme ainda e pra falar a verdade não estou curioso.

      Capas de livro? Quais?

      Abraço!

      Excluir