Total de visualizações de página

domingo, 29 de abril de 2018

MOSQUITOS, PERNILONGOS, MURIÇOCAS, CARAPANÃS E FRANKENSTEIN JR.


Boa noite a todos.

Trabalhar a noite, período onde melhor produzo meus desenhos, nesta época do ano chega a ser um tormento, as vezes. Tudo por culpa das muriçocas, como chamam os malditos mosquitos aqui. O calor é úmido na maior parte do ano. Depois vem a época das chuvas onde o ar esfria um pouco, mas este momentâneo conforto dá lugar a uns bichos que parecem boeings inchados de seu sangue, com rasantes na sua cara. É complicado. O ventilador que fica ligado durante todo o período de calor tem que ficar ligado a noite para não sermos fustigados pelas mordidas e aterrorizados por aquele macabro som de violino desafinado próximos aos ouvidos. E elas parecem se concentrar neste pequeno espaço que transformei em meu estúdio de trabalho. Eu sempre coloco um pouco de veneno no ambiente uns vinte minutos antes de entrar, mas os pernilongos não estão nem aí. Como não posso ficar sem produzir tenho que suportar as picadas e o maldito som de violino.

Eu explorei pouco os insetos no mundo antropomorfo que criei, nele, esses seres são monstros, inimigos mortais dos mamíferos, répteis e pássaros, mas a pequena abordagem se deu mais por falta de oportunidade do que outra coisa, boas histórias para contar não é dificuldade, tenho muitas ideias. Outro problema é que esses bichos tem um design complexo e antropomorfizá-los - sou capaz de fazer numa boa - demandaria mais tempo do que posso dispor atualmente. Trazê-los para conflitarem com Zé Gatão e outros personagens fica então, quem sabe, para o futuro.
Enquanto isso vou tendo meu sangue sugado por estes malditos carapanãs ou aterrorizado por uma eventual barata que surge voando sabe-se lá de onde. C´est la vie.


A arte de hoje é minha releitura de um personagem que amava assistir na infância, Frankenstein Jr. da Hanna Barbera. Comparem com o original.


Na boa, acho que nem o Frank daria conta desses mosquitos. Blagh!

4 comentários:

  1. Mosquitos são as pestes do calor. Tive que apelar pro Mat-Inset elétrico com refis.

    Gostei do Frank com cabeção estilo Boris Karloff.
    Me lembrei que não terminei de ler o Future Quest, que achei por scans.

    ResponderExcluir
  2. A ideia era mesmo homenagear este desenho que eu gostava tanto juntamente como o Karloff, que imortalizou a criatura! Valeu, Anderson!!!

    Putz, eu queria ler a série Furure Quest, me passa o link por e-mail?

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Seu Frankenstein Jr. ficou mais legal que o original, Schloesser. Parabéns! Os mosquitos daqui também não ligam pro veneno. Talvez eu devesse acender um isqueiro na frente do spray e rezar pros bichos respeitarem o lança-chamas. ;) Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahahaha! Pena que no blog não exista o recurso dos emojis, Carla, acho-os mais adequados para expressar gargalhadas do que os tais "KKKKK", seus comentários sempre me divertem. Obrigado. Eu tentei dar um toque mais dark ao simpático Frank Jr. Outras releituras da HB virão, se Deus quiser.
      Grande abraço!

      Excluir