Total de visualizações de página

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

ADEUS, JOHN SEVERIN.




Amadas e amados, boa tarde.
Uma passagem rápida por aqui para prestar uma homenagem e aproveito para dizer que meu pai já saiu da UTI. O quadro dele ainda inspira cuidados mas creio que o pior já passou. Agradeço a todos que oraram por ele e por mim.

Estou na correria e na batalha pra me organizar e aos poucos vou conseguindo.


Hoje, infelizmente, um desenhista que muito me marcou na infância nos deixou, John Severin.
Morreu aos 90 anos. Poderíamos dizer que teve uma vida longa e passou por esta terra fazendo o que gostava, trabalhando maravilhosamente bem nos mais diversos temas (faroeste, guerra, terror, humor, heróis, bárbaros...enfim, um artista completo e único), mas fica uma grande sensação de que ainda era cedo.
Quando moleque eu ria com a revista Pancada, a concorrente da Mad e ficava extasiado com seu estilo realista na revista Kripta, havia uma hq que impressionou meu irmão, uma história da segunda guerra (terror e guerra, prato cheio pra ele!) onde um soldado comia o coração dos inimigos. Um dos grandes momentos do verdão Hulk foi em suas mãos. Um Conan magro, mas numa boa história desenhada por ele, ficou na minha mente por muito tempo.


Ele não foi exatamente uma influência no meu trabalho, mas era um dos meus preferidos ao lado de Jack Kirby e Gene Colan.


Fica a impressão de que este mundo está cada dia mais pobre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário