Total de visualizações de página

domingo, 3 de julho de 2016

MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS ( FINAL ).


Enfim chegamos à derradeira imagem deste belo clássico do Machado de Assis (preciso reler este livro, mas serei cabotino e esperarei para fazê-lo quando a editora lançar a edição com os meus desenhos).

O velho Brás deitado morbidamente em seu caixão. Um final apropriado.


Ando em dívida com meus livros, não tenho conseguido tempo para ler nada, quer dizer, leio rapidamente alguns artigos um pouco mais curtos na web, mas parar mesmo para curtir uma boa história, ah, isto está cada dia mais raro!

Esta foi uma semana de pouca produção, fora mais uma página concluída para o NCT, quase não parei na prancheta para desenhar, todos os dias na rua para resolver aquelas coisinhas necessárias da vida. E ela segue, ora lá em cima, ora mais embaixo, mas sempre em frente.

Por hoje é só.

Beijos a todos.

5 comentários:

  1. Oi, Schloesser! Quanto ao NCT, caso venda muito, os participantes receberão parte do lucro? Seria bom que sim, né? Aí vocês se animariam a fazer mais números. Lembre-se de me avisar quando chegar à fase do financiamento coletivo. Quero apoiar.
    Gostei dos desenhos, mas a Mulher Maravilha lá do alto me daria medo. :)
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Ficou bem detalhado.
    Bom, só posso dizer que ando fazendo umas coisas que serão lançadas até o final do ano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Anderson! Não deixe de informar sobre os seus lançamentos.

      Excluir
  3. Sim, Carla, o objetivo do NCT é que venda bastante e que gere lucro e todos os participantes ganhem uma boa grana e se sintam estimulados a dar continuidade, aliás a meta é que tenham mais volumes com alta qualidade de texto e arte. Eu dei uma olhada em algumas das histórias desse primeiro álbum e posso te afiançar que está de altíssimo nível, tem o Allan Alex e o Cesar Lobo na parada, só eles já são garantia de hqs de respeito. Em se tratando de mercado de quadrinhos no Brasil, com suas frequentes crises e seu público leitor muito inconstante e cheio de preconceitos, não dá pra fazer uma aposta, mas todos os envolvidos diretamente com o material estão se batalhando para colocar na praça os bons e velhos quadrinhos de terror que sejam sucesso e produzam sequencias.

    Fica tranquila que quando chegar a fase do financiamento coletivo, se Deus quiser eu vou divulgar a larga.

    A Mulher Maravilha é a segunda de três que fiz para me divertir um pouco com o lápis de cor.

    Obrigado por seu comentário.

    Abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não revisei o texto e saiu uns errinhos, tipo "estão SE batalhando". Sorry.

      Excluir