Total de visualizações de página

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

SEM TÍTULO

 
Hoje era pra ser mais uma daquelas postagens amargas, digo isto porque não consigo evitar, uma vez que os últimos acontecimentos tem sido deprimentes na minha vida, outra porque as coisas que observo, me deixam mais azedo ainda. Eu deveria, mas não consigo me acostumar. 
No caminho para o mercado quase sempre passo em frente ao que chamam de "Casa de Repouso Geriátrico", um nome mais elegante para o asilo de velhos. Bom, a postagem era pra ser sobre isto. Era pra ser, mas não será. Fica para amanhã. Se Deus me permitir encontrar"o amanhã", é claro.
Hoje, tenho mais um destes acontecimentos que me tiram da rotina e só eu posso resolver.
O desenho é um destes que faço com a caneta esferográfica preta no sulfite. Pra eles eu não uso borracha.
Se tudo der certo amanhã nos encontramos de novo, então darei a vocês meus votos de boas festas. Apareçam.


4 comentários:

  1. Fala, Eduardo! Cara, fiquei preocupado com vc! Espero que acerte as coisas por aí.
    O texto de sua postagem contrasta enormemente com esses desenhos. Alegres e bem-humorados.
    Abração,

    ResponderExcluir
  2. Rapaz, nem me fale, minha vida sempre foi caótica, são pequenos problemas do dia-a-dia que somados tornam-se um tormento, ainda mais quando falta dinheiro. O caso é que neste final de ano, o atrazo de pagamentos das editoras que me devem fez a coisa se intensificar, mais ou menos como uma pedra de dominó, caiu a primeira não tem como segurar as outras. Mas já estive em situações piores. Palavras de conforto como as suas ajudam muito em momentos assim.
    Muito obrigado.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Bem interessante. Quando vi seu desenho da "mulher elefante" logo pensei em Crumb, e mais tarde, vi o outro post com a revista dele. É inegável a influência. Demais!

    ResponderExcluir
  4. Sim, penso que os que gostam de desenhos livres e soltos com personalidade, é quase impossível não se deixar influenciar por Crumb, Corben e outros.
    Obrigado pelas gentis palavras.
    Abração.

    ResponderExcluir