Total de visualizações de página

segunda-feira, 1 de julho de 2013

ARTE NÃO REEDITADA.


"Há tempo para tudo debaixo do sol". Palavras do Livro Sagrado. Com a confiança posta nas promessas do Criador, aguardo meu próximo trabalho (que seria mais um clássico da literatura brasileira). A editora para qual venho trabalhando a uns três anos atrasou a entrega do material; como consequência disto, não há de onde tirar dinheiro para pagar as contas que já vão vencendo.
Para não me atrapalhar todo tive que dedicar meu tempo integral a esta empresa deixando as breves lacunas para minhas artes pessoais. Aí vocês podem imaginar o sufoco em que me encontro quando um projeto é postergado.
Nestes dias de entressafra procurei outros canais, mas como sempre é algo torturante até falar por e-mail com a pessoa responsável pelo setor de artes de uma editora. No meu caso desta vez deu em nada. Recorri ainda a uns conhecidos para ver se me indicavam algo, mas ninguém sabe de coisa alguma. O que noto é que há uma crise no setor, pelo menos por aqui, pois os artistas locais reclamam que não há trabalho.  Continuo tentando, afinal não há como ficar refém de um único cliente. Só me resta esperar pelo que foi prometido.

A arte de hoje foi publicada no livro "Desenhando Anatomia-Figura Feminina", que está esgotado e não foi acrescentada na nova edição da Editora Criativo.




2 comentários:

  1. Fala, Eduardo! Um cliente exclusivo é bem complicado. Eu faço uma parceria com uma gráfica para fornecimento de artes e cartões de visita/folhetos(na outra ponta da corda, rodo meus trabalhos em outra gráfica maior) e me preocupa um pouco quando vejo que vou deixando meus clientes próprios de lado e cada vez dependendo mais das vendas dessa gráfica. É um pouco o que está acontecendo agora, que mudei de bairro. Estou contra atacando, devendo fazer divulgação urgente na região. Tomara que vc consiga logo trabalho, afinal contas são cruéis mas sempre uma certeza.
    Força aí,
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. O livro a que me referi vai chegar, afinal a editora tem uma coleção para fechar, o problema são os intervalos entre um e outro, quando são muito grandes, outros trabalhos, se os prazos são muito curtos, acabam colidindo. Mas espero logo mesmo ter uma atividade paralela ainda que isto me sobrecarregue. A vida neste país não está fácil, tá pior do que aparenta e acho mesmo que virão tempos difíceis, afinal a fatura de todos esses escândalos só nos são cobrados muito tempo depois.
    Obrigado pelas palavras de apoio, Gilberto e boa sorte nas suas atividades também.
    Abração.

    ResponderExcluir