Total de visualizações de página

domingo, 13 de junho de 2010

HERÓIS DA MINHA INFÂNCIA 02 (O INCRÍVEL HULK)

Meu caso de amor com o Hulk data de mais de três décadas. Não lembro o ano, mas recordo de um gibi desenhado pelo Kirby em que os Vingadores e o Quarteto Fantástico uniam forças contra o verdão ao ponto de mata-lo. Pelo menos era assim que terminava a aventura. O autor da façanha foi o Homem-Formiga e fiquei fortemente tocado. Eu curtia muito os desenhos da Marvel nos anos 70, e em 75 já com condições de colecionar revistas comecei a comprar as edições da Bloch. O Hulk era o meu preferido. Não sei, acho que me identificava com sua rejeição. De certa forma sempre fui atraido por esta idéia de personálidade múltipla e coisas do tipo "médico e o monstro". O seriado de tv com Bill Bixby e Lou Ferrigno, me interessou mais por ser, já naquela época, entusiasta do fisiculturismo. Embora muita gente critique, eu gostei do Hulk do Ang Lee, creio que ele conseguiu um bom equilibrio entre o drama e fantasia, só pesou um pouco nas tintas no final. Menos denso e mais divertido foi a versão com Ed Norton. Mas ver o Hulk em ação sempre foi um imenso prazer.
Em 92 quando regressei a São Paulo, eu pintei uma série de super-heróis a óleo. Meu objetivo era fazer um portfólio com este tema e levar na Editora Abril pra ver se era contratado pra criar capas, posters e essas coisas. Coitado de mim, logo me dei conta de que no Brasil não temos mercado nem tradição pra este tipo de coisa. Pelo visto de lá pra cá, a coisa infelizmente não mudou.
Por ter grandes dimensões, tive que fotografar este quadro do Hulk com uma câmera digital. Está em meus planos fazer tão logo possa, uma versão mais atual. O Hulk merece.

5 comentários:

  1. Querem saber da verdade ? O Hulk é o " fracassado mais poderoso da Terra " ! Ele sofre o Diabo ... perde tudo aquilo que conquistou ... acaba na lama ...depois vai ele de novo tentar se recuperar e catar os cacos da sua vida com muito custo , esforço e tendo que realizar sacrifícios inimaginaveis torna a se re-erguer e reconquistar um monte de coisas apenas para que na fase seguinte dele nos quadrinhos o novo roteirista sem a menor cerimônia , pesar , remorso ou questionamento torne a jogar pela janela tudo o que ele conseguiu e conquistou e que praticamente teve que vender a alma para conseguir , tornando a faze-lo perder tudo de maneira patética , e acabar sem nada na me*a ... estou realmente ficando farto dessa historia chata de " ah o demônio que habita dentro de mim ! " e " ah sou um psicopata todo poderoso por isso sou uma ameaça para toda a humanidade não um ' herói ' e por isso tenho que passar o resto da minha vida a parte fugindo de todos ( até de mim mesmo ) não posso ter amigos , familia , uma vida , NADA por que se eu me descontrolar Fu* geral ... " . Isso já torrou e deu no saco ... queria que pelo menos uma unica vez o Hulk conquistasse algo e CONSERVASSE ISSO sem vir um roteirista que jogasse no lixo apenas porque " pensa " que o Hulk bom é o " monstro burro e psicotico que vive na lama " . Para um ser que " é dito " ser tão poderoso o Hulk tem se mostrado a anos como o maior perdedor que jamais existiu que não importa o que faça ou como faça vai sempre acabar na Mer* no final ...por exemplo eu gostava do Hulk " bombado " e " sarado " fisioculturista " grandalhão mais brilhante do mundo " de Peter David . Que havia de errado em o Hulk ter uma vida e ser feliz para variar ??? Penso que por quererem explorar tanto e até a exaustão criativa o conceito de " Homem vs Monstro " os autores acabaram por criar um beco sem saídas . É sempre " meu monstro interior " , " minha maldição " , " meu inferno em vida " ... isso era legal a 70 anos ... mas agora ? Já esta começando a dar no saco ... na vida real Bruce Banner já teria ido para um manicômio como um paciente de alta periculosidade ... me surpreende que ele ainda conviva tão bem em sociedade com sua prima , sua esposa e seus " amigos " ( aos quais ele sumariamente ferrou em Fear Itself como um dos " Worthy " ... ) e sempre que chuta feio o pau da barraca seja sempre perdoado com um " Não . Não era ele ... " . Ao menos uma vez eu gostaria de ver um Hulk " herói " e " heróico " capaz de atos de imensa coragem que as vezes se " ferrasse " justamente por causa disso . É como o disse ou 8 ou 80 ... ou MATAM ele de vez e passam o titulo de Hulk para um herdeiro ou " CURAM " ele estabilizam as jacas das múltiplas personalidades definitivamente sem possibilidade de vir algum mala e inventar um jeito dele pirar de novo e passam a trabalhar com o Hulk nesta nova condição . Mas TÁ que eles um dia vão realmente fazer isso ...

    ResponderExcluir
  2. Olá, Kaiser, muito interessante o seu desabafo sobre o Verdão. Concordo contigo, também não tenho mais saco para hqs assim. É Hulk verde, cinza, vermelho, Hulk do passado, presente, do futuro e sei lá mais o quê. É por isto que desisti de ler quadrinhos de heróis, não aguento mais.
    Abração.

    ResponderExcluir
  3. kkk,as hqs americanas acabam causando impaciência nos leitores, é história que não tem fim,é série cancelada.Quer que eu te fale a verdade? Eu acho que só li completamente hqs de Mauríco de Souza, eu sempre fui daqueles que abrem as revistas e vam logo olhar as cenas, a movimentação das personagens , os efeitos etc,rss, fiquem com Deus!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Hqs mainstream é isso mesmo, criam, recriam, contam, recontam, sagas e situações que se sucedem, que confundem, revitalizam personagens para uma noca safra de leitores desrespeitando os antigos, e por aí vai. Cansei disso. Abração.

    ResponderExcluir