Total de visualizações de página

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

NEW COMMISSION: RESIDENT EVIL X ALIEN



Os desenhistas são loucos. Foi o que li num prefácio de um álbum de quadrinhos a muito tempo atrás. Autoria de um editor cuja escrita eu admirava muito, até conhece-lo melhor e notar que não passava de um boçal arrogante, lógico, pode-se ter muito talento para o que quer que seja e isto não o livra de ser um merda. Mas não há como refutar que todo artista é de certa forma um insano. Falando de artistas de um modo geral, não vamos citar o velho e querido Vincent, aí não vale, nem Kafka, nem Kubrick, mas ao ter conhecimento que Jack Kirby desenhou ininterruptamente pelo menos uma página de quadrinhos por dia ao longo de sua longeva carreira percebe-se que há algo de muito doido no meio disso tudo. E o que dizer do Corben, que além de desenhar, pintar, ainda fazia ele mesmo a separação de cores com um complicado sistema de ovelays para suas histórias, para ter total controle de seu cromatismo? Ao observar os temas violentos do Liberatore fica claro que o cara tem um parafuso a menos. Nem olhem pra mim, eu não passo de uma farsa, portanto não faço parte.
Tem que ser muito doido mesmo para passar horas e horas, semanas e meses em cima de um projeto para depois receber por ele, quem sabe, apenas uns elogios do tipo: gênio, cara foda e coisas tais, e na melhor das hipóteses uma grana, pode ser muita ou pouca, não importa, quanto vale a alma de um artista?

Não estou acostumado com commissions, fiz poucas, como não sei o quanto isto vale exatamente e meu nome não tem lá essa projeção, portanto o cliente já vem com o valor que ele pode pagar, o que na verdade não é muito, mas não podemos esquecer que vivemos no Brasil. Como estou sempre precisando de dinheiro eu topo sem discutir muito. Principalmente a peça mostrada hoje, foi criada para o irmão mais novo da minha esposa. Até agora dei sorte de me darem liberdade para eu viajar na ideia, mas já ouvi relatos de pessoas que porque estão pagando fazem mil exigências, deixando quase nenhum espaço para o artista imprimir sua marca. Ouço dizer que lá fora é uma coisa que dá muita grana, as pessoas podem pagar por isto, então... seriam estes os marchands modernos? Acho que é coisa de lunático mesmo.

Depois de muitas insistências por parte de alguns admiradores, criei uma página no DeviantART. Comecei a postar algumas ilustrações por lá, coisas que os que me conhecem por aqui já estão cansados de ver. Como a página é em inglês ainda não sei como mexer nela, há muitos recursos, parece. O retorno é até legal, já recebi alguns comentários e muitos já compartilharam. É mais uma janela para mostrar o que sei fazer. Se alguém quiser dar uma passada lá o endereço é: http://eduardoschloesser.deviantart.com/

Na verdade eu sou mais um pontinho no meio de uma vasta constelação. Tem muito cara bom lá. Muita pintura digital, algo que não domino. Não sei, sinto uma certa saturação, como se daqui a pouco fosse ter mais artistas que pessoas para apreciar (e comprar).





6 comentários:

  1. Esse Alien ficou muito bom, nem preciso dizer. Gostei do grafismo que colocou por trás, com a luz focando na cabeça e dentição do bichinho. Notei que o grafismo é vertical, estático por detrás da mocinha e enfatiza a paralisia do medo; e diagonal, intimidador por detrás do Alien. Pronto, viajei, kkk. Mas é isso aí. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, você está certo, Gilberto. Não coloquei cenário nesta cena para focar apenas nos personagens, contudo eu tinha que dinamizar o fundo de alguma forma, com algum movimento e brilho. A luz destacando o monstro e a mulher. Você captou o espírito da coisa.
      Obrigado e um grande abraço.

      Excluir
  2. Oi, Schloesser! Acho que todo mundo tem uns parafusos frouxos. Os artistas tiram proveito disso pra criar. Os não-artistas tentam disfarçar optando pela mesmice. O Alien ficou incrível. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yeah, Carla, acho que você já disse tudo.

      Quanto ao desenho, raramente gosto das coisas que faço, mas eu também curti.
      Muito obrigado.
      Abração.

      Excluir
  3. O mais divertido é que, contando o que ela já enfrentou nos jogos, um Xenomorfo seria tranquilo. Os detalhes que você adicionou ao bicho reforçaram muito. Você conseguiu trazer de volta o que marcou o trabalho do H. R. Giger. Nada mal mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Valeu, Elton. O Alien é uma criatura que permite algumas criações e eu aproveitei. Legal que gostou.

    ResponderExcluir