Total de visualizações de página

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

MILOCA, UMA GRAÇA DE MINHOCA.


A última literatura infantil que ilustrei atendia pelo singelo nome que também denomina esta postagem.
Em rápidas palavras, trata-se de uma pequena minhoca que não se conforma com sua condição de verme da terra. Ela inveja sua amiguinha, uma pequena semente que será um frondoso araçazeiro no futuro, enquanto ela será sempre uma minhoca, não importa quanto tempo leve. Então sua mãe e uma professora tentarão convence-la da sua importância para o ecosistema.
Foi o trabalho mais rápido que fiz, mas nem por isto mais fácil, afinal eu não tinha muitos elementos para trabalhar minha criatividade. Era só um bando de minhocas conversando o tempo todo dentro daquelas galerias subterrâneas. Me esforcei entretanto para que a obra não ficasse cansativa, dando aos bichinhos personalidade através de suas expressões faciais, como vocês podem constatar nas imagens. Não fiz consulta, mas tentei visualizar um desenho da turma do Pernalonga que nunca mais vi, onde dois corvos mexicanos tentam comer um vermezinho numa região desértica.
O atual que estou ilustrando trata de uma menininha com Síndrome de Down. Tema delicado.







Nenhum comentário:

Postar um comentário