Total de visualizações de página

segunda-feira, 4 de abril de 2011

O CABELEIRA 01 ( A CAPA )


Boa noite a todos. Cá estamos de novo.
Como podem notar, a capa do livro "O Cabeleira" do Franklin Távora finalmente ficou pronta, já as ilustrações internas terão que esperar um pouco, pois ainda não recebi sinal verde da editora para começa-las.


 Meu grande problema com esta obra na verdade, foi a excelente adaptação em quadrinhos feita pelo Allan Alex, Leandro Assis e Hiroshi Maeda (inclusive já comentei sobre ela aqui no blog).  Eu não queria me influenciar pelo trabalho deles. Mas não deu pra fugir muito, isto porque pela descrição dos personagens no livro, eles são exatamente como foram concebidos na HQ.  José Gomes o Cabeleira, por exemplo é narrado como um individuo cuja natureza foi benevolente com ele, ou seja, era um cara de grandes proporções mas de feições suaves, quase infantis, e claro, bastos cabelos negros. Já os outros dois, Joaquim Gomes e Teodósio são relatados como mamelucos.


 Fiz uma pesquisa para ver como eram as roupas que que se usavam no Brasil Colonia no período de 1700 e tanto, e notei que eram muito semelhantes aos dos Bandeirantes. De resto realizei alguns esboços preliminares pra pegar "o jeito" (como podem notar nestes exemplos) e comecei a aquarela. Resolvi de última hora mudar o tipo físico do Joaquim, bigodão era algo muito comum naquela época, e embora tenha ficado parecido com um general da guerra civil norte-americana, penso que deu um destaque a uma figura que ficaria em segundo plano.
Isso é tudo por hoje. Querendo Deus, a gente se encontra amanhã novamente.







4 comentários:

  1. Muito bacana ver o processo do seu trabalho, Eduardo! Uma aula! As cores de suas aquarelas ficam bem vívidas.
    Abração,

    ResponderExcluir
  2. Que bom que gostou amigo. Fico feliz.
    Abração e obrigado.

    ResponderExcluir
  3. tão fantasticas.pode ater ter uma ou outra coisa da adaptação em quadrinhos q fizemos,mas é natural ter coisas iguais,ja´que são os mesmos personagens da mesma época,onde as variações de vestimenta eram mínimas devido à falta de recursos. isso não tira,de forma alguma,a força da originalidade de sua arte, que alias,ta fantastica. parabens. quando sair,me avisa, que quero comprar para ver o restante das ilustrações. parabens

    ResponderExcluir
  4. Grande Allan!!! Grato por seu comentário, gosto demais do seu trabalho.
    Quando a Editora Construir, me falou que o Cabeleira era um dos títulos da coleção que eu ia ilustrar, fiquei feliz, pois a adaptação em quadrinhos feita por vocês foi uma das melhores coisas que li nesta mídia (HQ). Mas até agora, a referida editora não me enviou o livro para ilustrar. Estou no aguardo. Assim que estiver na praça eu aviso aqui no blog. Me passe um e-mail teu ou qualquer forma de contato para eu lhe mandar um exemplar quando sair.
    Um forte abraço e muito sucesso. Você é grande.

    ResponderExcluir