Total de visualizações de página

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

NATUREZA MORTA 02

Salve, meus caros amigos e amigas.
Como foi o feriadão?
O meu teve altos e baixos. Não é incrível como estes pequenos problemas cotidianos somados criam uma muralha quase intransponível? Estas dificuldades comezinhas tornaram meu dia ontem muito difícil.
Ok, tropeçamos, nos ferimos com o tombo e fazemos o quê? Só restam duas opções, ficar chorando caido ou levantar, sacudir a poeira e continuar a caminhada. Estar deitado não é comigo (nem para dormir - aliás, durmo pouco).
Mas vamos ao que interessa, esta foi a segunda natureza morta que fiz para o "Método Dinâmico de Desenho e Pintura" da Escala. Tive pouco tempo pra improvisar esta arte. Me lembro que meu irmão Gil veio com a esposa e filhos para Recife, então comprei umas frutas, fiz uns arranjos e pedi a ele que fotografasse pra mim. Revelei no Shopping as que achei mais interessantes e corri pra casa pra lambuzar a tela com tinta a óleo.
Procurei, com uma mistura básica de cores, dar o tom mais realista possível. O fundo frio contrasta com os pigmentos das frutas e legumes.
Não lembro mais o motivo, mas desgraçadamente a pintura, a exemplo da primeira, não fez parte do volume. De nada adiantou a pressa.
Quando estive em São Paulo pra rodar um DVD, eu tive que pintar uma outra nos mesmos moldes, seguindo o mesmo padrão de formas e cores, e esta sim acabou fazendo parte da revista. É uma pena não ter a arte aqui para comparação. Não lembro direito, pois nem a edição eu tenho comigo, mas acho que esta ficou melhor. Se você tem o referido volume aí, poderá confrontar.

2 comentários:

  1. Fala, Eduardo! Sua técnica de natureza morta é muito boa. Tenho comprado algumas das revistas que contém aulas suas e sempre é muito inspirador.
    Ótimo resto de semana,

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Gilberto, inspirador mesmo é o reconhecimento por parte do público em relação ao meu trabalho. É o que me motiva a manter e continuar com este blog.
    Abraços e boa semana pra vc também.

    ResponderExcluir