Total de visualizações de página

terça-feira, 16 de novembro de 2010

EDGAR ALLAN POE ( 04 )

Boa tarde a todos. Tiveram um bom final de semana prolongado? O meu não foi lá muito legal, tive uma recaída no sábado a tarde. A inflamação na garganta tinha dado um alivio, mas no início da noite voltou furiosa, louca, hipertrofiando as amígdalas ao ponto d'eu não conseguir engolir nem saliva. Já tive estas crises no passado, e só a Benzetacil para espulsar este mal do meu corpo a pontapés. Porém não estava em condições de recorrer a ela. Mais uma vez liguei para meu irmão em SP, ele deu seu aval para eu tomar um antibiótico que havia em casa. Assim fiz. Passei uma noite longa nadando num mar de dor, mas pela manhã a praia do refrigério já estava a vista. Agora estou plenamente recuperado Graças a Deus.
Na verdade o teor da minha postagem era pra ser outro, mas como estou (de novo) sem internet em casa, resolvi narrar a vocês, meu singelo feriadão.
Portanto, sem muitas delongas, a arte de hoje é uma das últimas páginas que fiz para a biografia do Edgar Allan Poe. Preciso arrumar tempo para recomeça-la. Algumas editoras estão interessadas. Mas já está praticamente fechada com uma de grande porte. Pelo menos foi o que meu agente e amigo de São Paulo me falou. Será? Veremos.
Um abraço a todos e grato pelas visitas.

2 comentários:

  1. Essa publicação tem que sair é num album de luxo, cara. Essa arte está maravilhosa. Revela todo o seu lado Corben.
    Diz lá pro seu agente isso.
    Abração!

    ResponderExcluir
  2. Grato por suas gentís palavras Kaique.
    Olha, a um tempo atrás, como quem não quer nada, eu sugeri a eles que este álbum deveria sair em capa dura com um papel de gramatura pesada e etc.
    Me responderam que é um risco pra álbum nacional mas que iam estudar a possibilidade e blá blá blá. Falam em aquecimento do mercado mas sou cético quanto aos quadrinhos no Brasil. Parte das dificuldades na minha opinião vem da arrogância dos artistas, falta de coragem dos editores e leitor imbecilizado e preconceituoso.
    Aguardemos.
    Abração.

    ResponderExcluir