Total de visualizações de página

sábado, 28 de agosto de 2010

ALGUNS PENSAMENTOS.

Se alguém fizer uma análise detalhada do meu trabalho, vai constatar que desenhos infantis e/ou humorísticos, não é exatamente a minha praia. Eu me esforço, as vezes consigo até resultados satisfatórios, mas não sai de forma espontânea.
Acontece também o contrário, como já pude constatar, caricaturistas, chargistas e especialistas em traços infantis, sofrem pra conseguir um traço mais acadêmico/realista.
Deve ser, talvez, a forma como abraçamos a arte no berço ou o que nos leva inconscientemente fazer a escolha por tal movimento. Eu gosto de pensar que nestes casos, não somos nós que escolhemos, mas que fomos escolhidos.
Lógico, há profissionais como o Arthur Garcia ou Nestablo Ramos que transitam bem em todas as áreas. Mas mesmo estes dois fantásticos artistas se formos esmiuçar seus traços, veremos que cada um pende mais pra um lado da questão. Por exemplo, o Nestablo tem um traço mais marcante no cartoon, já o Arthtur penso que fica mais a vontade no traço super-herói. (Pelo menos é o que eu acho).
Nesta arte datada do ano de 1986, eu tentava dar minhas rabiscadas também nesta área. Com o tempo fui melhorando, mas ainda suo muito a camisa quando tenho que fazer algo neste contexto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário