Total de visualizações de página

sábado, 7 de agosto de 2010

MITOLOGIA E PONTILISMO.

Essa é dos primórdios. É um dos meus desenhos mais antigos, quer dizer, antigo da minha fase, digamos... profissional.
Eu tenho, inclusive, uma pasta com desenhos da época da adolecência, gostaria de postar alguns aqui, ela deve estar como tantas outras coisas do período, na casa da minha mãe. Engraçado isto, certas coisas deixamos em poder das mães, fotos antigas, cartas, diários, brinquedos velhos, gibis, etc. Como se elas fossem as perfeitas guardiãs do nosso tesouro.Tesouro esse que muitas vezes nem nos interessa mais. Mas há uma explicação lógica para deixar nossas genitoras cheias das nossas tranqueiras. Coisas que fazem parte do nosso passado, como as citadas acima, são parte de nossa história, relutamos em deixar para trás. Saimos de casa para morar sózinhos, nos casamos e tal, e na possiblidade da aventura dar errado, sempre há a alternativa de voltar para o nosso mundinho. Tenho vários amigos que se casaram, mas suas coleções de gibis ficaram na casa dos pais, pois a maioria deles já foram ameaçados pelas esposas : "Livre-se dessas revistinhas ou ponho tudo no lixo."
Felizmente não sofro deste mal, minha companheira entende meu vício, inclusive compartilha.
O problema de ter tanta coisa antiga, como pinturas e desenhos na casa da madre, é que comigo não há espaço pra tudo.
O desenho de hoje, foi o único que fiz com a técnica do pontilismo. Fora os espaços preenchidos com preto, todo o resto foi finalizado com pontinhos. Dá pra perceber que eu era influênciado por mitologia e surrealismo. Usei caneta esferográfica e uma outra de ponta porosa.
Eu trabalhava nesta época num porão de uma loja onde funcionava uma assistência técnica de imagem e som. Situava-se na 505 norte. As vezes os técnicos se esqueciam de mim e eu aproveitava pra desenhar, aprimorar meu traço, pois estava decidido a fazer algo de útil com o talento natural que Deus me deu. Este desenho é fruto de uma daquelas tardes tediosas.
Tenho boas recordações deste tempo, não do trabalho que era escravo e mal remunerado, mas lembro bem que foi naqueles dias que comecei a valorizar minha vocação. 

2 comentários:

  1. Cara esse você tirou do fundo do bau.
    Lembro bastante desse desenho.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Pois é, eu ainda tenho mais algumas coisas desta época pra mostrar aqui. Eu tentava encontrar o meu estilo, algo que só veio acontecer muitos anos mais tarde quando comecei a criar quadrinhos com o objetivo de publicar.
    Abração.

    ResponderExcluir