Total de visualizações de página

sábado, 21 de agosto de 2010

MAIS UM DAS ANTIGAS.

O sabadão hoje aqui está um marasmo total. Dia chuvoso, porém, não convida a ficar encostado num cantinho ouvindo boa música ou vendo um bom filme. Não, não posso me dar esse luxo. A fila anda e o clima daqui de Jaboatão, diferente de São Paulo por exemplo, não se mostra acolhedor neste sentido - pelo menos não para mim. Me sinto exilado, ou melhor dizendo, como um soldado em campanha. Por isto, apesar do tédio, eu continuo trabalhando sem parar.
Estou aguardando um chamado da editora Multimarcas para um novo projeto, e enquanto isto não acontece, as páginas da bio do Edgar Allan Poe seguem sendo desenhadas, paralelo a isto vou fazendo minhas ilustrações particulares (por etapas). Estes trabalhos próprios por sinal é que fazem "a coisa" valer a pena, afinal nem tudo é dinheiro. Nem pode ser.
No mais, eu ainda não encontrei a nota como se diz; ainda não subi nem o primeiro degrau nesta imensa escadaria que leva a auto-satisfação como profissional. Não só tenho muito ainda a aprender, como também vencer certos obstáculos que surgem cada vez que executo uma arte. As vezes calho de acertar, outras não. Só nos desenhos que faço pra minha satisfação ou nas hqs do Zé Gatão é que me atrevo ousar e experimentar. E assim espero estar crescendo.
A arte de hoje é um simplório desenho que fiz anos atrás. Umas das tantas experimentações do período.
Educando o olho, aprimorando minha técnica com bico de pena.
É... faz muito tempo, o papel está até amarelado.

8 comentários:

  1. Olá Eduardo! Sou fã de seu trabalho, embora ainda não tenha comprado álbuns do Zé Gatão, que folheei na Bienal do livro. Mas tenho os livros de anatomia da ÓperaGraphica e alguns outros. Parabéns pelo blog, que descobri só agora. Muito inspirador mesmo.
    Volto mais vezes,
    Abração,

    ResponderExcluir
  2. Ô Gilberto, brigadão cara. Você é muito gentil.
    O blog não está a muito tempo no ar, quatro meses se tanto, o problema é que não divulgaram devidamente. Os sites especializados em quadrinhos me ignoraram.
    Fiquei surpreso que Zé Gatão ainda esteja presente em bienais. Legal. Não quero fazer propaganda (e já fazendo),mas creio que minha essência como artista esteja naqueles livros. Tipo, meu início como quadrinista no branco,e meu período mais maduro no preto. Os álbuns de anatomia é ganha pão. Aliás, se tudo der certo, amanhã pretendo comentar aqui sobre estas três obras. Fique ligado.
    Prazer te ver aqui.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. OI EDUARDO!EU ESTOU UM POUCO COM DIFICULDADES NA HORA DE PINTAR, OS MEUS DESENHOS COM LAPIS DE COR AQUARELA.E SE NAO FOCE PEDIR MUITO GOSTARIA Q VC ME DESCE UNS COLSELHOS.
    UM ABRAÇO.

    ResponderExcluir
  4. Claro. Me diga extatamente quais dificuldades e o que vc precisa.

    ResponderExcluir
  5. OI EDUARDO COMO VAI?
    A DIFICULDADE E EM COMO DEIXAR O DESENHO MAIS REALISTA.E COMO PINTAR AREAS GRANDES DO DESENHO.
    HAA OUTRA COISA EU GOSTARIA QUE VC POSTASSE DICAS DE DESENHO NO SEU BLOG.
    UM ABRAÇO.

    ResponderExcluir
  6. Oi Walisson, cara, não é uma resposta fácil de ser respondida em pouco espaço. Pintura qualquer que seja a técnica, exige paciência e perseverança. As grandes áreas com lápis de cor devem ser pintadas sempre de forma suave, com o lápis sempre numa mesma direção. A operação deve ser repetida até que fique ao gosto do artista.
    Dar realismo ao desenho depende também da experiência. Siga trabalhando sem esmorecer.A experiência virá com o tempo. Procure uma escola de desenho. O SENAC oferece bons cursos.
    Dar dicas de desenho aqui no blog exigiria de mim um tempo que agora infelizmente não tenho. Quem sabe no futuro.
    Abraços e a gente vai se falando.

    ResponderExcluir
  7. oi eduardo,muito obrigado,bom ano q vem eu irei sim fazer curso de hq super herois.E outra coisa eu ja venho utilizando estas dicas e acho que vc tem razão,como vc diz paciêcia e perseverança.
    um grande abraço.

    ResponderExcluir